Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


PAPA PODE RENUNCIAR

por Manuel Joaquim Sousa, em 19.08.14

Este título lido assim pode causar algum susto para aqueles que têm em Francisco um amigo e um conselheiro. Também eu me assustei com esta revelação. Fiquem descansados aqueles que desejam que Francisco continue no governo da Igreja - ele renunciará no momento em que não tiver mais forças para continuar o seu caminho. Foi um desabafo, uma confissão consciente, um reconhecimento da atitude do seu antecessor. Ainda bem que não está agarrado ao poder pelo poder, mas está naquele lugar com a consciência de uma missão que tem para cumprir delegada por outros e aceite pela maioria dos crentes.

O lugar eterno de Papa não tem de o ser. O lugar será sempre - ou deverá ser - daquele que quer cumprir com a missão original da instituição a que preside, sem que se acomode com a hierarquia instalada.

Será uma decisão difícil de tomar e mesmo de ser aceite pelos outros - o momento em que Francisco pretender resignar. Porém, o caminho para ela será mais fácil porque Bento XVI "abriu a porta" para o que pensávamos ser a exceção, seja o normal e racional. Se assim for, estaremos perante uma mudança na forma como a Igreja se governa e de quem a governa - a par da espiritualidade deve existir lugar à racionalidade. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

subscrever feeds



2 comentários

Sem imagem de perfil

De Locura a 20.08.2014 às 20:16

O Papa quer renunciar...Gaza é o que é...ainda hoje surgiu a notícia de um Jornalista assassinado...sou só eu que penso que a religião foi, é e será a criação do Homem mais estúpida e que nos vai matando (e tem matado) aos poucos?

Inventou-se a religião para sermos mais espirituosos, para acreditarmos em algo, porque somos uns descrentes sem compaixão e sem pensarmos um pouco no que andamos aqui a fazer, mas a realidade é que se mata por causa da tal "religião".

Os animais irracionais não têm religião, nem inteligência como os Humanos (supostamente o animal mais inteligente), mas são bem mais Humanos. Por isso pergunto: é mesmo preciso religião?

Ao menos os animais matam-se uns aos outros para se alimentarem, não pelo puro prazer de levar adiante a sua "religião".

O passado e presente da religião é assustador. E o futuro? Medo!
Imagem de perfil

De Manuel Joaquim Sousa a 20.08.2014 às 23:41

De facto pela religião muitos morreram. Inocentes, muitos inocentes. Mas não só pela religião se mata. Outras criações do Homem também matam, também levam à miséria de muitos - sobretudo tudo o que envolva poder nas mais diversas formas.

Talvez se não fosse a religião, outros motivos levariam aos conflitos por esse mundo fora - como aqueles que existem actualmente. A tendência do Homem é arranjar razões para um conflito. Razões de preferência que não sejam racionais para que sejam mais convincentes.

O mal não estará na religião, na política, no dinheiro, em si; o mal está no intimo do ser humano que contamina toda e qualquer boa criação - ou criação com boas intenções.

"A religião é o ópio do povo".

Cumprimentos,
MJS

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Agosto 2014

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31




Tags

mais tags