Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


ECONOMIA: O FIM DO ESTADO DE GRAÇA DO MINISTRO

por Manuel Joaquim Sousa, em 17.11.11

O estado de graça do Ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, terminou. Foi um estado bastante longo – em demasia, direi. Não se compreende qual o rumo deste palmo de terra – Portugal – numa crise financeira que tenta a todo o custo afundar-nos. Não percebo – assim como muitos portugueses não entendem – que num ritmo alucinante se tenham tomado medidas na área das finanças – medidas que se trataram de mais sacrifícios para os mesmos de sempre – e tão poucas ou nenhumas na área económica para tentar salvar o pouco que resta de uma economia, onde as empresas estão cada vez mais estranguladas. Portugal não subsiste, não cresce, sem empresas que produzam riqueza; mas afunda-se com gastos e a gestão danosa de empresas públicas – os verdadeiros buracos (crónicos), onde por muito que se mexa piores e com mais danos ficam. O país não se consegue desenvolver e crescer sem mão-de-obra paga ao custo justo pelo valor do seu trabalho e esforço (a saída de muitos portugueses, jovens, é o pior que pode acontecer num país que precisa dessas cabeças e do seu trabalho) para que o poder de compra permita que a economia funcione. Não sei – como muitos não sabem – o que terá o nosso Ministro da Economia e o seu super ministério projectado no plano económico, para salvar o país. Sei que por cada dia que passa, sem que nada seja feito, situação será bem pior nesta economia cada vez mais debilitada.

Manuel de Sousa
manuelsous@sapo.pt 

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Sem imagem de perfil

ideias-em-movimento a 20.11.2011

O assunto cai muito bem no radar das nossas preocupações, Manuel, tendo em conta que não temos vindo a observar preocupações com as questões relacionadas com a economia mas apenas com as finanças, a engenharia financeira que visa apenas os meios politicamente mais básicos e preguiçosos que se traduzem pelo recurso ao fisco, a taxas, a cortes nas renumerações, etc. etc.... nada que crie nova riqueza, apenas um rapar o tacho até abrir buracos no fundo. Parabens pelo destaque.

Comentar post




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Novembro 2011

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa




Tags

mais tags