Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BLOGUE DO MANEL

A vida tem muito para contar e partilhar com os demais. Esta é a minha rede social para partilhar histórias, momentos e pensamentos, a horas ou fora de horas, com e sem pés nem cabeça. Blogue de Manuel Pereira de Sousa

BLOGUE DO MANEL

A vida tem muito para contar e partilhar com os demais. Esta é a minha rede social para partilhar histórias, momentos e pensamentos, a horas ou fora de horas, com e sem pés nem cabeça. Blogue de Manuel Pereira de Sousa

ZECA UM SÍMBOLO DE CULTURA - CULTURA É SOBERANIA

Manuel Pereira de Sousa, 26.02.13

A música "Grândola Vila Morena" deixou de ser música do passado, associada a uma das maiores revoluções da História de Portugal. A música de Zeca Afonso passou a ser cantada como forma de protesto contra a política a que estamos submetidos e que não é apenas destes anos, mas um acumular de sucessivos Governos que nos governam e que tornam a democracia como algo pouco apelativo e pouco desejável - como se fosse um modelo esgotado e sem capacidade para mudar o estado das coisas.

 

A música de Zeca é também um símbolo de soberania nacional e de identidade de um povo. Assim deve ser entendida a cultura de um país - uma forma de soberania nacional. Sem cultura não há soberania - não há Portugal. Para que exista cultura é necessário que existam criadores - escritores, músicos, actores, produtores, pessoal técnico e muitos mais - e para que esses criadores trabalhem é necessário que possamos consumir, a fim de gerar dinheiro, para que as pessoas possam ser remuneradas pelo seu trabalho e possam produzir ainda mais e com mais qualidade. A Cultura, ao contrário do que se pode pensar, é uma forma de gerar riqueza nacional - monetária e cultural - que também deve merecer o nosso interesse e o interesse da política.

Não faz qualquer sentido que o medíocre Governo condene a Cultura a uma mera Secretaria de Estado, tornando esta área redutora para o futuro de Portugal. Como diz o presidente da Sociedade Portuguesa de Autores, não faz qualquer sentido que a classe política apenas se lembre dos agentes da cultura nos tempos eleitorais.

Viva a Cultura!

Grândola Vila Morena

Terra da fraternidade

O povo é quem ordena
Dentro de ti Ó cidade....
  

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.