Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BLOGUE DO MANEL

A vida tem muito para contar e partilhar com os demais. Esta é a minha rede social para partilhar histórias, momentos e pensamentos, a horas ou fora de horas, com e sem pés nem cabeça. Blogue de Manuel Pereira de Sousa

BLOGUE DO MANEL

A vida tem muito para contar e partilhar com os demais. Esta é a minha rede social para partilhar histórias, momentos e pensamentos, a horas ou fora de horas, com e sem pés nem cabeça. Blogue de Manuel Pereira de Sousa

A HISTÓRIA DA RAINHA SANTA ISABEL!

Manuel Pereira de Sousa, 02.12.12

Era uma vez um Rei de nome D. Dinis que vivia, no Castelo de Leiria, com sua esposa de nome Rainha Santa Isabel.

A Rainha Isabel, que era muito alma muito caridosa e cuidava dos pobres dando-lhes esmolas e procurando empregos para estes, já que o Governo de seu marido poucas esperanças dava aos jovens que saíam licenciados da Universidade que criou.
É conhecido que a Rainha contrariava o Rei muitas vezes, por querer fazer aquilo que El-Rei nem sempre queria fazer, apesar de bom administrador do reino e da causa pública. Mas, a Rainha Isabel continuava no seu dia-a-dia de bondade para com os pobres, que nem dinheiros tinham para comprar produtos de marca branca.
Um dia a Rainha ia, no seu coche, para mais uma ação social ao domicilio de uns quantos pobres e, debaixo do seu manto, levava uma grande quantidade de compras do hipermercado - onde usou os talões de compras e os cartão de desconto (que representava uma poupança muito grande) - para distribuir pelos mais pobres, quando lhe apareceu, de surpresa, seu marido Rei D. Dinis e seu cavaleiros para confirmar as suspeitas de há muito tempo – El-rei sabia que desapareciam os talões e o acumulado do cartão era sempre gasto sem que aparecessem bens no frigorifico da cozinha (o que estava a deixar a criadagem preocupada com medo se ser acusada de roubo) – pois conhecia muito bem o espírito bondoso de sua esposa e imaginava o que levava debaixo do manto.
O Rei ironicamente perguntou:
- Que levais aí, Senhora?
Ao que a Rainha Isabel responde:
- São rosas, Senhor!
Nesse momento, a rainha abre o manto e onde estariam os sacos do supermercado estava um grande ramo de rosas vermelhas lindíssimas.
O Rei Dinis ficou muito surpreso e contente seguiu com a Rainha Isabel para o Castelo de Leiria, onde viveram felizes para sempre.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.