Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


JÁ NÃO HÁ INDEPENDÊNCIA PARA COMEMORAR A RESTAURAÇÃO

por Manuel Joaquim Sousa, em 01.12.12

A terminar um dia de feriado – 1 de Dezembro – o último em que se comemora a Restauração da Independência – que ocorreu a 1 de Dezembro de 1640.
 

Restauração da independência? Sim, conta a História que, em tempos idos, vivíamos sob a dinastia Filipina – Filipe I (II em Espanha), Filipe II e Filipe III – que colocou em causa a soberania da nação.
Porque caímos nesta situação delicada? O Rei D. Sebastião, como todos sabem, desapareceu em terras de África (não se soube do seu paradeiro) sem deixar qualquer descendente (ainda era muito novo).

Assim está explicada a razão para que o dia de hoje seja declarado feriado e muito importante – ou não estivessem os portugueses contra o Governo por o ter eliminado. Eu concordo com o Governo. Sim, para quê sermos saudosistas e desejarmos um feriado que comemora a independência que já não existe? Não somos independentes, mas dependentes de ajuda exterior – pedida por certos governantes – que, para além de trazer umas tranches, corta e risca no que deve ser feito no nosso país - trata-se de uma espécie de governo tripartido.

Eu já andava desconfiado que a independência era condição do passado. A certeza confirmou-se quando o Presidente da Republica hasteou a bandeira nacional ao contrário, no dia 5 de Outubro, como que um pedido de socorro denunciando oficialmente a perda de soberania. Afinal, a Republica já não existe.

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Cris S. a 01.12.2012 às 23:43

Se a questão é \"menos um feriado\" então tanto me aquece como arrefece! Mas se pensarmos que somos um país que ha bem pouco tempo vivia sob o jugo de uma ditadura e que lutou sem derrame para a derrubar...então nesse caso nao percebo! por onde anda essa ânsia de querer mais e melhor sem ser com actos violentos ou manifestações sem resultados? Onde para a alma lusitana? Terá ficado em África como D. Sebastião perdida na penumbra?! Ha quem diga que é geracional, que são sinais dos tempos! Eu digo que é uma bela maneira de sacudir a água do capote!!! Viva a vida! Viva a independência!!!
Imagem de perfil

De Manuel Joaquim Sousa a 01.12.2012 às 23:52

Pois... parece que a alma lusitana foi saqueada em terras de África e desde que El-Rei D. Sebastião desapareceu Portugal não foi mais o mesmo. O rumo da História é cíclico - estamos na fase em que bateu no fundo e em que esse fundo deixou a independência em perigo. Manifestações têm efeito se forem continuadas noutras formas de luta e de revolta no dia seguinte - Se uma travou a TSU uma outra travaria as medidas que nos sacrificam.

Cumprimentos,
MJS

Comentar post




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Dezembro 2012

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031




Tags

mais tags