Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MANEL

A vida tem muito para contar e partilhar com os demais. Esta é a minha rede social para partilhar histórias, momentos e pensamentos, a horas ou fora de horas, com e sem pés nem cabeça. Blogue de Manuel Pereira de Sousa

BLOGUE DO MANEL

A vida tem muito para contar e partilhar com os demais. Esta é a minha rede social para partilhar histórias, momentos e pensamentos, a horas ou fora de horas, com e sem pés nem cabeça. Blogue de Manuel Pereira de Sousa

A TECNOLOGIA IRRITA-ME!!!

Manuel Pereira de Sousa, 21.05.16

As novas tecnologias irritam-me tantas vezes. São a grande revolução dos nossos tempos. Em qualquer lugar posso fotografar e partilhar com o mundo o que estou a ver e como me estou a sentir. Em qualquer lugar abro uma aplicação de escrita e de notas para apontar as ideias brilhantes e aquilo que me vai na alma no momento. Dispenso os cadernos e posterior edição no computador, para enviar para um qualquer lugar – vai logo para as redes sociais e para o meu blogue. Dispenso as cassetes e os cds e toda a “carrada” de coisas para ter música. Posso ler em qualquer lugar um livro ou um jornal, enquanto espero para ser atendido ou quando não tenho nada para fazer. Tantas maravilhas que a tecnologia do portátil, do tablet e do smartphone me pode proporcionar. A tecnologia está presente na minha vida. Irrita-me. Irrita-me a dependência que crio nestes aparelhos. Irrita-me quando quero ligar ou fazer algo e por alguma razão “encrava”. Irrita-me quando tenho de fazer as atualizações necessárias. Irrita-me quando toda a gente está à minha volta e de olhos pregados nos aparelhos, sem trocarem qualquer palavra, mas a partilhar coisas e a pôr “likes” nas coisas uns dos outros. Irrita-me tanta coisa em mim e nos outros por causa destes aparelhos que se apoderam da minha vida – e eu não sou dos mais dependentes dos seres humanos que existem por aí. Ainda dispenso o telefone por uns longos momentos enquanto relaxo, ainda dispenso as redes sociais por uns dias seguidos, ainda gosto de usar a máquina de escrever, as canetas e o papel e ainda gosto do livro em papel e de folhear o jornal de grandes dimensões, que ocupa toda a mesa de café. Mas a tecnologia é maravilhosa.