Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MANEL

A vida tem muito para contar e partilhar com os demais. Esta é a minha rede social para partilhar histórias, momentos e pensamentos, a horas ou fora de horas, com e sem pés nem cabeça. Blogue de Manuel Pereira de Sousa

BLOGUE DO MANEL

A vida tem muito para contar e partilhar com os demais. Esta é a minha rede social para partilhar histórias, momentos e pensamentos, a horas ou fora de horas, com e sem pés nem cabeça. Blogue de Manuel Pereira de Sousa

E AGORA?

Manuel Pereira de Sousa, 22.03.16

Já era de esperar o que aconteceu hoje em Bruxelas. Desde os atentados de Paris que Bruxelas estava sob ameaça. O que aconteceu desde esse momento? Quatro meses depois é que foi possível deter o cérebro – segundo se diz – dos atentados. Se Bruxelas era o alvo; se sabiam onde se localizam os bairros mais problemáticos; se desde os acontecimentos de Paris existiu uma ligação imediata a Bruxelas; como foi possível? Estaremos perante um caso de falha nas investigações? Terá a Bélgica baixado a guarda da sua segurança?

 

E agora? Qual o próximo passo?

 

Definitivamente que nos Europeus não se encontram seguros e acredito que qualquer país é vulnerável e não poderá ser mais seguro que o seu vizinho. Se com sucesso se ataca o coração da Europa, com igual sucesso se ataca outra cidade de outro país. A União Europeia é cada vez mais uma manta de retalhos, incapaz de fazer frente aos desafios globais. Com esta UE estamos longe de atingir a prosperidade, a segurança e o humanismo que deveria ser o objetivo da sua existência.

PORQUE NÃO ADMIRA OS ATENTADOS DE BRUXELAS?

Manuel Pereira de Sousa, 22.03.16

Acabado de acordar, leio o e-mail do Expresso curto e há referência a mais um atentado na Europa, desta vez na Bélgica, em Bruxelas. Não se sabe ainda quantos morreram, não há muita informação. Estupefacto, mas ao mesmo tempo não estou assim tão admirado pelo sucedido. É de supor que tal poderia acontecer devido à operação de detenção do responsável pelos ataques de Paris - foi um ato de reação. A ser um ato de reação torna-se preocupante pela rapidez com que foi preparado e a facilidade na escolha dos alvos para a morte de civis. Preocupa muito que dada a operação de detenção do cabecilha de Paris, a polícia não tinha detetado mais informações que levassem à prevenção destas reações ou à neutralização de mais cérebros existentes na capital belga. Poderemos achar que as autoridades belgas não se encontram preparadas para coordenar esforços e evitar estes desastres? Acredita-se que não. Pelo que se sabe, desde os atentados de Paris que na Bélgica pouco se conseguiu para evitar e desmantelar redes de terrorismo - pouca coordenação policial. Acreditam os especialistas que há muita pólvora no bairros fechados de Bruxelas e aí o problema continua por resolver.

A Europa tem um problema em mãos: controlar a paz e permitir segurança aos seus cidadãos. O problema maior da segurança não está nos refugiados que fogem da guerra, mas naqueles que vivem dentro.