Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MANEL

A vida tem muito para contar e partilhar com os demais. Esta é a minha rede social para partilhar histórias, momentos e pensamentos, a horas ou fora de horas, com e sem pés nem cabeça. Blogue de Manuel Pereira de Sousa

BLOGUE DO MANEL

A vida tem muito para contar e partilhar com os demais. Esta é a minha rede social para partilhar histórias, momentos e pensamentos, a horas ou fora de horas, com e sem pés nem cabeça. Blogue de Manuel Pereira de Sousa

É MUITO DINHEIRO OS 2,3 MIL MILHÕES GASTOS NO FUTEBOL

Manuel Pereira de Sousa, 09.09.14

O valor é muito alto. É muito dinheiro. 2,3 mil milhões de Euros. Foi o gasto das cinco principais ligas europeias no mercado de transferências, este Verão. É muito dinheiro. É uma grandeza que a mim me ultrapassa quando quero saber a que corresponde uma quantia de dinheiro tão elevada. Sinto-me pequeno para entender. Vivemos mesmo num mundo de grandezas muito diferentes, que dificilmente se cruzam com as empresas que tentam ter os seus negócios por valores irrisórios a este nível.

A liga inglesa gastou mil milhões de euros - o valor mais alto. Para países como Portugal, mergulhados numa crise por terem um Estado que gasta mais do que amealha, é uma ofensa. Para muitas pessoas que trabalham diariamente por um salário, em alguns casos incerto, é uma afronta falar assim destes valores. E estamos só a falar das transferências, para nem falar dos outros valores gastos com as vedetas.

Custa-me perceber estas negociações, estes valores, este negócio de estrelas do futebol. Não estamos a falar da venda de pessoal de uma fábrica. Estamos a falar de meia dúzia de homens que jogam à bola.

Desculpem-me da minha moralidade fácil e tão pouco compreensiva, em que subvalorizo o valor dos jogadores do futebol em relação ao pessoal que trabalha numa fábrica ou num outro sítio qualquer, que vive na angústia de saber se amanhã tem trabalho e a fazer contas à vida para saber se chega ao fim do mês com alguns trocos na algibeira.

Haverá quem ache que penso pequeno, mas há coisas no mundo que me fazem alguma confusão. Nem sei se alguém me pode explicar de forma convincente.