Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


FUTEBOL, A CONTEMPLAÇÃO DO MOMENTO

por Manuel Joaquim Sousa, em 11.02.14

Num espaço comum, onde jantou ou almoço – no meu local de trabalho -, estão sete pessoas em absoluto silêncio – entram e saem e continuam em silêncio – coisa que não é normal em dias comuns, em que entram a conversar e comunicam com os que estão nessa copa. Coisa que não é normal em dias comuns - foi o que escrevi -, mas agora, neste momento, não é um dia normal? É, mas é diferente porque na televisão está a passar o dérbi Benfica-Sporting. Essas pessoas, mesmo colegas, estão em silêncio por isso, a sua atenção é para o jogo que passa na televisão.

O silêncio continua, não há troca de palavras – Golo, manifesta um no preciso momento em que o Benfica marca o primeiro – porque o jogo assume a maior importância que qualquer conversa pode ter neste momento. Acho que perante o futebol, qualquer conversa perde qualquer interesse, assim como, a refeição nem parece ser saboreada com o devido interesse que lhe merece porque entre garfadas há espasmos e bocas abertas para a televisão.

O único que parece alheio ao jogo seu eu, que vejo de fora esta cena e tento compreender o interesse das pessoas neste momento. Entram mais pessoas, mas o silêncio continua a reinar e a ser imposto mentalmente por quem já cá está – uns sorrisos contidos, uns murmúrios e nada mais.

Poderia achar que a só a religião pede silêncio ou mesmo o fado que são dignos de contemplação, porém, num país de três “efes”, todos merecem ser interiorizados e venerados da mesma forma, pela importância que têm na genética do nosso povo.
Sim, o futebol é um dos nossos fados, nele está a esperança do país e até a alegria generalizada do povo (não fosse a única cura da depressão coletiva em que vivemos). Sim, o futebol é a religião de muitos, que devotamente rezam em silêncio pelos golos e pela vitória do seu clube. As reações são sempre muito apaixonadas – seja para o bem ou para o mal.

O jogo continua, parece que pouco emocionante, porque o silêncio apenas é quebrado pela conversa de duas colegas que falam do seu dia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

QUAL O TEU OBJETIVO PARA HOJE?

por Manuel Joaquim Sousa, em 11.02.14

O nosso dia-a-dia tem de ter sempre um objetivo, que deve ser traçado a cada dia que começa, só assim conseguimos que no final possamos ter a sensação de dever cumprido – assim se pode lutar contra a monotonia ou contra o desleixo em que nos deixamos ir na vida, e no final nos deixa sentir fracassados ou impotentes.

Esta foi uma lição que deixei no meu dia de trabalho a um colaborador, que manifestou a dificuldade em fazer mais e melhor e com isso de provar que é bom, que quer manter o seu lugar e sentir-se útil na empresa. Notei nesta preocupação uma falta de orientação e um rumo a seguir – poderia eu dar-lhe esse rumo, dizer-lhe todo o caminho, mas sabia que só isso não chegava. Se eu lhe mostrasse o caminho e a meta lá ao fundo e o deixasse ir sem mais qualquer orientação, sei que esse colaborador iria chegar a meio vencido pelo cansaço, com desalento e cairia na mesma monotonia de sempre – enquanto isso, os outros continuariam a passar-lhe à frente.

Mas, qual a solução a dar-lhe? Como o fazer chegar ao fim desse caminho? Para além de algumas dicas para a caminhada, sugeri que estabelecesse um objetivo no início de cada dia de trabalho – algo que seja real e seja possível de atingir. Cada dia que passa um novo objetivo deveria ser definido, sempre mais e mais exigente, mas de forma que o trajeto seja feito de forma consistente e seguro. Tal como no desporto, em cada dia se estabelece mais uns quilómetros, mais um exercício, para que o recorde pessoal seja um estímulo a avançar.

A vida é mesmo assim, caminhar com um objetivo que nós estabelecemos e que só nós somos capazes de definir e atingir por muito que nos digam qual o caminho a percorrer – só assim resulta.

E tu, qual o objetivo para hoje?

Autoria e outros dados (tags, etc)

subscrever feeds




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Fevereiro 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
232425262728




Tags

mais tags