Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


HISTÓRIA DA BELA ADORMECIDA - POR CAUSA DO GASPARZINHO

por Manuel Joaquim Sousa, em 06.10.12

Era uma vez um príncipe que desejava muito ser chefe de governo e que queria muito ter as contas do país equilibradas, para o bem do seu reino e para ser feliz ao lado do seu amor. Nesse reino existia um povo muito ordeiro e feliz com os seus governantes – não havia crise e o dinheiro era em abundância.

Um dia o príncipe ofereceu uma festa ao seu povo para que o elegessem e convidou muitas gentes de terras vizinhas, para ver como seria bom vender o seu país e as suas riquezas a preço de saldo. Durante a festa, chegaram três fadas para se apresentarem ao povo – o Fundo Monetário Internacional, a Comissão Europeia e o Banco Central Europeu. O FMI desejou pobreza; o BCE desejou dieta financeira, mas quando a CE ia lançar o seu desejo apareceu a Sra. Merkel que disse: Vão ter um Ministro das Finanças que vos fará dormir cada vez que falar e vós aceitareis as medidas de austeridade como algo que vos salvará a vida.

Depois de dizer isto desapareceu algures perdida na Alemanha porque não sabia onde fica Berlim.

Todos ficaram espantados e cheios de medo com o feitiço da bruxa Merkel. Então a CE falou:
O povo não morrerá. Ficará num sono profundo, enquanto as suas economias e os seus ordenados são saqueados e confiscados pelo Governo até que acordarão na miséria e num país mudado.

O príncipe ficou muito assustado e ordenou que procurassem todos os economistas que falassem pausadamente para que fossem presos, de forma a acabar com a maldição da bruxa.

Tempos passaram. O príncipe governava e viu que os cofres estavam falidos e que uma certa gente comeu o que o povo pagou. O país deixou de ser o mar de rosas. Era preciso carregar os cofres do Estado com dinheiro fresco, primeiro emprestado pelas fadas e depois pago pelo povo (eram os únicos que trabalhavam). Lembrou-se da bruxa má. Recorreu aos economistas que mandara prender por serem lentos na linguagem e escolheu o Gasparzinho. Entregou-lhe a pasta das Finanças e ordenou que fosse ele a comunicar ao povo do Reino as medidas de grande austeridade – porque quando o príncipe o fez uns tempos antes o povo saiu à rua em massa.

Um dia, numa tarde de Outono, o sol estava meio encoberto e soprava um vento estranho, que não parecia ser de bom agoiro. O Gasparzinho cumpriu o que o príncipe pedia. Juntou os mensageiros da desgraça e os seus escribas no castelo. Eram 15h. Ecoaram-se as primeiras palavras e uma onda de sonolência varreu o Reino e atingiu todos os que o ouviam. Consta-se que ninguém escapou à maldição da bruxa má.

Não se sabe o que aconteceu depois. Alguém que conte o resto da história.

Público: http://www.publico.pt/Pol%C3%ADtica/vitor-gaspar-o-povo-portugues-revelouse-o-melhor-do-mundo-1565861 

Autoria e outros dados (tags, etc)

subscrever feeds




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Outubro 2012

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031




Tags

mais tags