Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MANEL

A vida tem muito para contar e partilhar com os demais. Esta é a minha rede social para partilhar histórias, momentos e pensamentos, a horas ou fora de horas, com e sem pés nem cabeça. Blogue de Manuel Pereira de Sousa

BLOGUE DO MANEL

A vida tem muito para contar e partilhar com os demais. Esta é a minha rede social para partilhar histórias, momentos e pensamentos, a horas ou fora de horas, com e sem pés nem cabeça. Blogue de Manuel Pereira de Sousa

CRIAÇÃO DE INQUÉRITO PARA APURAR QUE COLOCOU BANDEIRA DE PERNAS PARA O AR

Manuel Pereira de Sousa, 05.10.12

Presidência da Republica e Organização das Comemorações do 5 de Outubro vão abrir um inquérito para o apuramento de quem colocou a bandeira nacional de pernas para o ar. Será posteriormente criada uma comissão parlamentar para a Assembleia da Republica. No final qual será a conclusão?

 

Público: http://www.publico.pt/Pol%C3%ADtica/mulher-interrompe-comemoracoes-do-5-de-outubro-1565976

É FERIADO. SABEM PORQUÊ?

Manuel Pereira de Sousa, 05.10.12

Hoje é feriado. Feriado de quê? O que significa para os portugueses o 5 de Outubro, para além de um dia que veio bem a calhar, para um fim-de-semana prolongado?

Somos uma Republica, desde 1910. Desde a eleição de Manuel José de Arriaga como primeiro Presidente Constitucionalmente Eleito, uma II Republica que vigorou durante a Ditadura Militar e o Estado Novo, atualmente vivemos na III Republica, que dá a sensação de passar muito despercebida. Sim, A Presidência da Republica anda muito refugiada do quotidiano dos portugueses e manifesta muita insegurança em relação aos atuais problemas em que vivemos – falta a voz do Presidente (voz nem sempre bem acolhida).

É feriado, passa despercebido o seu significado. Parece-me que pouco honramos aqueles que lançaram a revolução, que foi a alternativa ao sistema monárquico em que vivíamos.

O que dirá o Presidente do seu papel como representante dos portugueses, mas que se encontra cada vez mais afastados destes?

É feriado. Não esqueçam porquê.