Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MARCELO MENDES É UM HERÓI DE POUCOS E O INIMIGO DE MUITOS

por Manuel Joaquim Sousa, em 04.09.12

Marcelo Mendes é, por esta altura, o herói português para alguns, como cavaleiro em defesa da Tauromaquia – o desporto aristocrata que se tornou desporto do povo. A sua astúcia de cavaleiro – que hoje em dia já não é profissão maior – ultrapassou os limites da arena, contra uma multidão de gente compreensivelmente revoltada como se estes fossem o touro enfurecido. Apenas lhe faltou o espeto de ferro, para que se tornasse numa luta sem cerco, no cerco antitouradas. Foi uma Corrida à Portuguesa de um homem a cavalo sobre uma multidão desprevenida – que estava ali em defesa do touro que vive desprotegido contra as investidas desumanas e irracionais de um homem que gosta de mostrar publicamente a sua superioridade racial entre os presentes.

Incompreensíveis são também as justificações dadas como se a culpa fosse do cavalo que se desorientou entre os manifestantes – como se este alguma vez tivesse vontade própria em apoiar as touradas do seu criador (talvez também seja contra a matança de um ser semelhante e nada possa fazer que corresponder às ordem de quem o monta).

Nas touradas é assim, homem e touro – é a luta entre o bem, o anjo, e o mal, a besta, sem se saber bem quem representa quem no tabuleiro redondo – em que o touro é sempre sacrificado, sem grandes possibilidades de poder dar as suas cornadas em defesa própria. Está condenado. A arena é a sua sentença de morte. A morte e o bife no prato é sempre a sentença que se dita a estes animais; mas a humilhação pública e o sofrimento lento e sanguinário em público é a triste sina que alguns obrigam a que este passe por simples prazer.

Enquanto isso, governos e governantes tentam passar despercebidos (para recolher as simpatias de ambos os lados?) deixando este assunto - como se este não fosse uma prioridade.

No meu artigo anterior, exponho dados históricos e razões da existência deste tipo de práticas; porém, as razões morais, culturais ou as questões religiosas não são imutáveis nos tempos e obrigam que as mentalidades evoluam no sentido de condenarem um espetáculo miserável e pouco digno.

Público: http://www.publico.pt/Sociedade/cavaleiro-marcelo-mendes-vai-avancar-com-queixa-contra-manifestantes--1561551



Autoria e outros dados (tags, etc)

subscrever feeds



Posts mais comentados


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Maio 2017

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa




Tags

mais tags