Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

EU GOSTAVA DE SER POETA! GOSTAS DE POESIA?

por Manuel Joaquim Sousa, em 10.08.12

«Ser poeta é ser mais alto
É ser maior que os Homens» 

Florbela Espanca
 

Já ouviram ou leram estes versos certamente. São versos mágicos, que elevam o poeta ao mais alto da sua alma e da sua existência, na sua humildade profunda, mas tocante.

É bonito, claro que sim.
Eu gostava tanto de saber conjugar as palavras e torna-las tão mágicas que fossem capazes de encantar os leitores, a ponto de sentirem um orgasmo literário profundo e de sentirem a sua alma sugada para o interior dessas palavras.

Foi dolorosa a descrição? Ups! Tenham calma. Foi só uma forma de querer exprimir-me até à profundidade, transformado e encantado pela beleza das palavras que escrevo.


Acharam belas e tocantes estas palavras? Consegui sugar-vos a alma? Consegui provocar um espasmo literário? 
Pois.... Fico triste se não consegui. Bem, acho que vou deixar as minhas criações poéticas para outros dias mais inspirados - pode ser que ganhe algum jeito. Será? Quero acreditar que sim.
 

                                                                   «O sonho comanda a vida» 


Confesso que, por vezes, desejo ser poeta e acho-me capaz de criar versos e poemas deliciosos; pelo menos mais deliciosos que muitos que leio por aí, que apenas servem para criar rimas e soar a algo de bonito, mas que é uma seca e não tem sumo algum - uma amálgama de palavras. Depois perguntam do alto do seu esplendor: Gostaram da intensidade? Foram sofridas estas palavras. Intensidade é a dureza com que as levo - como se fosse um soco - e sofrida é a forma com que sou obrigado a ouvir ou a ler.

A poesia é linda, mas escrita por bons poetas - independentemente de serem conhecidos. Depois há a poesia de seca que incentiva ao bocejo e ao sono.

Lembro-me de, quando andava na escola, sentir a disciplina de português uma grande seca (desculpem-me os professores de português) quando se estudavam poemas e autores, rimas e significados. "Cruzes" aquilo secava-me tanto, até ao tutano, que pouco de mim sobrava no final daquelas aulas. Nos testes não havia sebenta que me safasse. Lia e relia a poesia e parava à espera que do alto da minha inteligência alguma luz acendesse, para escrever alguma coisa (por mais parva que fosse). Devem imaginar as minhas notas a português. Passei, subi a nota no exame nacional, mas não quero falar mais nisso. Foi o meu calvário.

Hoje, tenho Miguel Torga à cabeceira e a Mensagem, de Fernando Pessoa, no meu pensamento.

 

(pode ser que falemos deles mais um pouco). 

Autoria e outros dados (tags, etc)

COGITARE III: A DEPENDÊNCIA DO SONHO

por Manuel Joaquim Sousa, em 11.07.12

Vivemos dos sonhos, com os sonhos crescemos, de sonhos se faz a vida de cada um. Assim espero que cada Homem possa continuar a sua caminhada - na busca dos sonhos, ou melhor, na procura de realização dos sonhos.

O sonho conduz à felicidade que tanto desejamos e ao estimulo para viver, que tanto necessitamos.

 

Somos "sonhodependentes".

 

No dia em que deixarmos de sonhar, estaremos apagados para esta vida e quiçá acordados para uma outra dimensão de plenitude e perfeição, que só a fé leva a acreditar nessa existência.

 

Continua a sonhar para que acredites que estás vivo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O SONHO E AQUILO QUE SOMOS

por Manuel Joaquim Sousa, em 14.07.11

«-Muitas coisas diferenciam o homem - continuou Paulo. - Acima de todas, diferencia-o a faculdade de sonhar. Na origem de tudo quanto de belo se fez na história e de tudo quanto de belo possamos fazer, na origem de todas as realizações e façanhas, sempre e sempre encontramos essa maravilhosa faculdade de sonhar. Todos sonhamos, amiga, todos. Sonhamos com um melhor mundo onde uns homens não vivam da dor de outros homens, onde se não matem crianças com metralhadoras, onde o ar se respire com liberdade. É esse o sonho que nos dá forças para lutar e para sofrer, para nos afirmarmos felizes na nossa vida, mesmo quando perdemos muito do que nos é querido. Mas não é esse o nosso único sonho. Mentiríamos aos outros e a nós próprios se negássemos que sonhamos também com a felicidade pessoal, que ansiamos ardentemente o amor, filhos que o inimigo não mate, tranquilidade, um mínimo de conforto. Os militantes dão tudo, amiga, mas não devem renunciar a nada. Se matássemos o sonho, matávamo-nos também a nós próprios como seres humanos que somos.»


Manuel Tiago, em Até Amanhã Camaradas.


 


O Homem tem a maravilhosa capacidade de sonhar e com sonho fazer grandes coisas na sua vida e no mundo. Todos sonham sem dúvida com um mundo melhor e à sua maneira, ainda que o sonho de uma pessoa possa ser o desgosto ou o sofrimento de outra.


O homem sonha e esta é uma capacidade maravilhosa, que nos proporciona a realização de coisas fantásticas na nossa vida e dos nossos desejos. Se não fosse a capacidade de sonhar, o que seria do nosso mundo e da Humanidade?


É certo que o sonho de muitos provocou o sofrimento de muitos mais, através de guerras, extermínios, tentativas de dominar, usurpação do alheio ou submissão do outro para o bem próprio, etc. Porém, por detrás de muita coisa má há muita coisa boa, que vale sempre apena lembrar e para o qual o sonho tem o seu papel importante nas grandes realizações do Homem.


Sonhamos com a concretização dos nossos projectos pessoais, com uma vida melhor, com conforto, estabilidade e com o preenchimento do coração com o amor de uma cara-metade. É o sonho que nos traz a esperança por um amanhã diferente e com o sonho podemos ganhar a capacidade de lutar pela sua concretização.


O sonho é uma constante da vida, com a qual sempre iremos conviver até ao último dia porque à vida faz falta o sonho, como sendo um alimento. Mas, não devemos deixar que esse sonho, por alguma razão, se transforme em pesadelo para nós e para os outros. Caso assim seja, estaremos a desvirtuar a magnificência desta faculdade que contribui para a felicidade do Homem.

M.Brunner 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

subscrever feeds




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Maio 2017

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa




Tags

mais tags