Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O EXCESSO DE NOTÍCIAS

por Manuel Joaquim Sousa, em 18.06.13

Chego a casa e utilizo aquelas maravilhas da televisão paga, em que posso recuar na emissão e assistir ao noticiário - já que não cheguei a horas para assistir. Entretanto continuo por casa entretido com as tarefas diárias a que estou obrigado e, de repente, reparo que já passou tanto tempo e o noticiário continua a dar (apesar de ter passado o intervalo). Já nem me lembro qual foi a notícia de abertura e ainda continuo a ver notícias - é tempo de mudar de canal.

Quanto mais vejo notícias, mais sinto a impressão de que sei menos do que se está a passar no meu país e no mundo à minha volta. Um noticiário tão longo está a contribuir para o aumento da minha ignorância - como se o noticiário contribuísse para a sua diminuição.

Em tempos de crise os espaços informativos da televisão, com excepção do canal público, são excessivamente grandes e, para além de esmiuçar os acontecimentos nacionais, excede-se nas reportagens sem assunto, para preencher espaço de televisão antes das telenovelas - por si só são autenticas novelas com grande enquadramento político.

 

Em contrapartida, as reportagens internacionais são reduzidas a escassos momentos - um mero apontamento.

 

Aqui fica o desabafo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

DOIS PORTUGUESES PARA GANHAR UMA MEDALHA?

por Manuel Joaquim Sousa, em 09.08.12

"São precisos dois portugueses para ganhar uma medalha. Assim se vê a produtividade do nosso país."  Ferreira in


Vou-me revoltar.

 

Li isto no radar do Sapo, de alguém que colocou no twitter. 

Então, deseja-se ganhar medalhas ou não? Mais vale uma medalha ganha com ajuda de dois portugueses, do que nenhum titulo internacional com 11 jogadores em campo.

Vamos continuar a acreditar no futebol, senhor de todas as alegrias do desporto nacional e incentivador da produtividade dos portugueses.

Neste momento, estou a imaginar os jogadores de futebol com grande revolta, por todas as atenções se voltarem para os homens da canoagem. Pena que, por estes não se faça barulho na rua - preferimos calar e manter o desejado espírito depressivo.


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O MILAGRE DA MEDALHA OLÍMPICA NA TV

por Manuel Joaquim Sousa, em 09.08.12

Depois de tantas tentativas, por parte dos atletas portugueses, na conquista de boas classificações nos Jogos Olímpicos de Londres chegam boas notícias: dois canoístas portugueses, Emanuel Silva e Fernando Pimenta, foram segundos na final de K2 1000m. Portugal consegue assim a sua primeira medalha.


Eis que tão saudosa notícia já permite que exista uma primeira página nos jornais de hoje ou que os telejornais já possam fazer a sua abertura com o anúncio da vitória destes jovens portugueses. Eis o milagre da medalha: a canoagem já pode fazer destaque nos media e os Portugueses desde hoje manifestam-se com regozijo e como grandes amantes deste desporto desde sempre – tinham era vergonha de dizer que gostavam.
Viva o milagre da medalha que fez com que o futebol fosse ultrapassado na sua importância – falta saber por quanto tempo este milagre durará.

Até eu, me manifestei fã deste desporto e acredito que grandes atletas da modalidade poderão emergir povoando os nossos rios na conquista de um lugar na canoagem. Temos futuro.

A vitória da medalha de prata trouxe ao de cima a sede e o jejum que se vivia há muito tempo, provocado pelos sucessivos desaires dos nossos atletas.

Vi um repórter da SIC mergulhado no Portugal profundo, rumo ao norte do país, a Braga, para entrevistar a avó e a irmã de um dos premiados. Vi a valorização do trabalho da senhora que estava a colher a couves no seu quintal para ganhar o “Pão nosso de cada dia” – sem a vitória do seu neto seria uma senhora como as demais, que fazem um trabalho duro tão pouco valorizado.

Um país tão pequenino, mas que conseguiu a sua medalha - o que já não é nada mau comparando com  aqueles países que não ganham nada ou aqueles que pouco ganham em relação à quantidade de atletas que enviaram para os Jogos Olímpicos.

Será que o milagre da medalha ajudará estes jovens a terem condições decentes para treinarem no seu dia-a-dia e terem patrocínios suficientes?


Será que o milagre da medalha vai permitir que exista uma cultura desportiva mais diversificada?

Abençoados sejam , Emanuel Silva e Fernando Pimenta, os novos orgulhos de Portugal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

CURIOSITY JÁ EXPERIMENTOU A SUA MÁQUINA FOTOGRÁFICA

por Manuel Joaquim Sousa, em 08.08.12

O sucesso da missão de Curiosity após as notícias da sua aterragem (com alguns percalços) está a suscitar um grande interesse na comunidade científica e no público em geral, que decidiu acompanhar cada um dos passos da missão. Faltará saber se este mediatismo será “sol de pouca dura” ou se, pelo contrário, teremos revelações surpreendentes em relação ao que conhecíamos deste planeta.


O novo empregado, o Curiosity, já se encontra a trabalhar (estreia em grande) na sua investigação sobre o que se está a passar em Marte – a sua missão. Sabemos hoje que na sua bagagem seguia uma câmara - Mars Hand Lens Imager – para registar tudo o que poderá ser importante para o Governo e para a comunidade científica. Para já, chegaram algumas imagens teste da companhia do nosso espião espacial. São imagens ainda difusas porque o objeto ainda se encontra embrulhado numa película que a protege das poeiras – como qualquer um de nós que compra algo de novo e vem religiosamente embalado. Dessas imagens sabemos que se tratam de paisagens paradisíacas de Marte  - um paraíso avermelhado segundo se  vê – sem água porque essa ainda não foi encontrada.

Um dos objetivos da missão será encontrar os possíveis reservatórios de água (nos EUA acredita-se que existam) utilizados para garantir o consumo no dia-a-dia dos habitantes. Segundo algumas informações, em Marte está a atravessar um período de seca extrema, mas que é colmatada com o orvalho noturno – recolhido para os reservatórios que possam existir.

As imagens mais nítidas chegarão dentro em breve, quando o plástico for removido e quando o Curiosity tiver alguma prática fotográfica.

Para já, ainda não foi registada qualquer presença de Marcianos no local de aterragem – talvez porque a mesma tenha acontecido num deserto. Apenas foi possível avistar um cartaz espetado em terra firme com a expressão: “Vai estudar ó Relvas” – acredita-se que a polémica desencadeada pela licenciatura do ministro português tenha ultrapassado as fronteiras da Terra e se tenha espalhado por todo o sistema solar.

Ainda estamos a obter mais pormenores sobre os primeiros dias de expedição – saber quais os hábitos alimentares da região. Segundo fontes do blogue, esta também é uma das áreas de investigação do Curiosity.

Aguardemos.

(Trata-se de um texto ficcional e satírico. Qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência). 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Depois de alguns percalços no decurso da viagem e tentativas de aterragem frustradas, Curiosity aterrou finalmente em Marte, para desenvolver a sua missão por um período de dois anos – a acreditar na duração do seu contrato de trabalho.

Pode dizer-se que terá sido uma aterragem com sucesso e uma grande vitória para os cientistas que ansiavam por este acontecimento – desde 1960 foram lançadas 39 missões e 26 foram um fracasso total sem explicação. O sucesso desta expedição ainda está por explicar; talvez a crise e o desemprego estejam por detrás do sucesso, pois o Curiosity, o robô, estava no desemprego à uma série de meses e foi ameaçado com o corte da prestação social, caso não aceitasse a proposta do Governo dos EUA – fala-se num salário de dois mil milhões de Euros em dois anos, ou seja, um valor irrisório face à generalidade das profissões de risco.

A missão do Curiosity será investigar a possível existência de vida em Marte ou saber se este planeta já foi habitado, em tempos remotos, por Marciános de cor verde e com olhos grandes e pretos. Será um trabalho em tudo semelhante ao que algumas figuras recentemente públicas faziam nas Secretas Portuguesas. Toda a informação recolhida será enviada por SMS e por e-mail para o representante do Governo EUA, Miguel Relvas.

As fontes garantem que Miguel Relvas tem um cargo de relevo no Governo dos EUA, depois da distinção alcançada na Universidade e depois de toda a projeção que teve ao ver o seu nome espalhado em cartazes por alguns locais da Europa como França (no tour) e Reino Unido (Jogos Olímpicos).

A escolha deste robô foi unânime por parte da comunidade científica, após análise do vasto currículo e experiência profissional desempenhada ao longo da sua vida – o que lhe permitiu acumulação de créditos, para término da sua licenciatura em um ano.

A sua estatura física, de 3 metros de altura e 2,8 metros de largura, permitem resistir ao clima agreste e de seca extrema que se vive em Marte, assim como, defender-se de potenciais inimigos que possa encontrar durante a sua expedição. A comunidade científica escolheu a sua estatura para que possa caminhar, já que, por motivos orçamentais, não foi possível atribuir uma viatura de serviço – a única que existia pertence ao diretor-geral.

O Governo, na pessoa de Baraka Obama, elogiou o esforço e empenho de toda a equipa e da força e determinação com que Curiosity se disponibilizou a embarcar em tão patriótica missão, que servirá a humanidade.

Soubemos de fonte segura, e próxima do Governo, que esta missão permitirá saber se em Marte existem elementos da Al-Qaeda em campos de treino.

A missão terá início dentro em breve, pois o Curiosity terá de cumprir com rigor os horários que lhe foram impostos no contrato de trabalho forçosamente assinado.

Iremos acompanhar a expedição e traremos mais notícias aos nossos leitores assim que se justifique.

(Trata-se de um texto ficcional e satírico. Qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência).

Autoria e outros dados (tags, etc)

QUE SE PASSOU HOJE EM PORTUGAL?

por Manuel Joaquim Sousa, em 11.06.12

Chego a casa depois de umas horas de trabalho e umas horas a praticar desporto (cansado, como devem calcular). Ligo a televisão para tentar estar a par do que se passa no meu país e o que aconteceu na "minha ausência". O que encontro? As telenovelas e nos canais de notícias (nos três nacionais - SIC Notícias, RTP Informação, TVI 24) estão a passar programas da bola.
Toca a gramar mais umas horas, para ver se à 24h há notícias do dia ou então não sei o que se passou hoje.

Pensando bem: Terá acontecido algo de especial? Hum.... Bem, deve-se ter falado da crise, da crise, da economia falida, da vida deprimida dos portugueses e por fim da crise e das secretas. Parece-me que é a novela do costume que se repete sempre.

 

Fico à espera da notícia da tão desejada retoma...

Autoria e outros dados (tags, etc)



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Maio 2017

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa




Tags

mais tags