Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

TÊM ALGUMA IDEIA DE COMO VAI SER O FIM DO MUNDO?

por Manuel Joaquim Sousa, em 06.12.12

Esta história do fim do mundo está a deixar muita gente perto da loucura. Agora que o dia 21 de Dezembro se aproxima, o assunto começa a fazer parte de muitas conversas do dia-a-dia – mesmo do meu e dos meus colegas de trabalho.

18 Horas, final de dia de trabalho para uns, intervalo para outros, juntos cá fora a fumar uns cigarros e um começo de conversa normal como:

- Já viste o novo vídeo da Pink?
- Ainda não!
- Potente meu! Tens de ver, é a tua cara!
 (…)
- Eu agora de séries apenas vejo a “Segurança Nacional” e Walking Dead”, que está qualquer coisa.
- Está muito fixe a série. Já viste aquela cena de quem morreu?
- Ainda não!
- Eh conta-me! Que eu não consigo ver a série.

Aquilo que seria uma conversa normal tornou-se aliciante, quando alguém se lembra de partilhar a notícia, em que nos EUA estão a oferecer uma bolsa de 700 dólares mensais a quem pretender fazer estudos de defesa a ataques de Zombies. Por aqueles lados (mais algumas pessoas que eu conheço) acreditam que eles existem e que não são um mito – eu só acredito em zombies se me disserem que os senhores do governo são zombies (da forma como nos comem e sugam, mais parece).
Do lado de cá do Atlântico devem achar muito estranho a atribuições de bolsas para estudos de coisas ridículas e irreais, fruto da imaginação de pessoas envolvidas em leituras e séries em quantidades acima do normal (qual é o normal? Não sei).

Pelos vistos, há quem acredite que o fim do mundo que está próximo pode estar relacionado com ataques zombies (!) no nosso planeta e que poderá levar à extinção da espécie humana.

Existem programas de televisão – documentários - que acompanham a preparação de famílias e grupos para o fim do mundo; preparação que incluí treinos de ataque a possíveis ameaças vindas de animais ou árvores – muito para além do ataque de zombies. Existem bunkers construídos para abrigo de pessoas, treino de racionamento de alimentos para períodos prolongados, etc.

Como podem ver e pesquisar, existem pessoas muito bem preparadas para o pior, mas ainda não percebi o que vai acontecer ao planeta na realidade, para que seja o fim do mundo. Será a revolta de seres estranhos que aparecem do nada? Serão as emissões de explosões solares que irão destruir o mundo pelo fogo? Será o alinhamento de planetas que irá provocar forças de movimentos da Crosta Terrestre e alteração às leis da gravidade? Será uma força divina de punição do homem pelas suas ações?

Eu até gostaria que fosse a ressurreição de civilizações antigas e bíblicas que se revoltariam contra a sociedade atual e isso implicasse a reorganização do mundo numa nova ordem; em que lutaríamos pela disputa da evolução ou o regresso ao passado, se disputariam os conhecimentos da época com os conhecimentos atuais. Um fim do mundo que fosse mais espiritual, filosófico, cientifico, matemático, cultural, em vez de caos físico (bem esse acontecia como consequência).

Têm alguma ideia de como deveria ser o fim do mundo?

Autoria e outros dados (tags, etc)

OLHAR A AUSTERIDADE COM ALEGRIA

por Manuel Joaquim Sousa, em 25.09.12

“Não há mal que sempre dure e bem que nunca acabe”. Já devem conhecer este velho ditado, que agora nos faz falta repetir muitas vezes ao dia, à semana e ao mês.
Mergulhados numa austeridade terrível vamos acreditar no futuro, no amanhã sorridente e na prosperidade que dentro em breve inundará Portugal.

Acreditar é o que todos devem ter em suas mentes, mesmo que alguém vos esteja a tirar do bolso de forma silenciosa e sem piedade.

Vamos acreditar que o Natal vai ser farto de prendas, bacalhau, peru e doçaria, mesmo que sejam retirados tostões do subsídio de Natal.

Vamos acreditar no futuro porque a TSU mantém-se nos 11% sobre o salário, mas vamos contribuir sob a forma de IRS.

Vamos acreditar no amanhã que floresce, em que a luta por emprego será a luta saudável para a nossa economia que vive atrofiante e decadente, mas com cada vez mais competitividade.
 

Vamos acreditar no futuro de jovens que partem alegremente para outros países na procura de uma vida de sonho, mesmo que aqui seja muito boa.
 

Somos um povo adorável, que recebe bem os seus políticos com manifestações e apupos - que eles tanto adoram e se regozijam com a festa que lhes fazemos.

Eles sentem na pele a nossa alegria imensa em os ter por cá, para nos governar com todo o empenho de nos tornar cada vez mais pobres e humildes, mas esperançosos no amanhã que trará a prosperidade.
 

Eu acredito que estamos no bom caminho, ainda que a minha visão seja muito irónica.

Autoria e outros dados (tags, etc)

PAGUE O SEU DÍZIMO ATRAVÉS DO FACEBOOK

por Manuel Joaquim Sousa, em 30.08.12

Irmãos, estamos aqui reunidos para vos comunicar a boa nova das tecnologias, fruto do nosso Criador, que inspirou um grande homem, Mark Zuckerberg, e que hoje torna felizes milhares e milhões de pessoas por todo o mundo.
Irmãos, muitos mais poderiam beneficiar desta boa nova se tivessem Internet e um computador para se ligarem a nós; nós que estamos iluminados por esta grande criação que é o Facebook.
Mas nós, irmãos, nós fomos muito mais além da criação desta rede, que nos coloca em comunhão em qualquer lugar e em qualquer momento; criamos para ti uma aplicação onde poderás pagar o teu dízimo com toda a segurança e com toda a fé, para que ele seja entregue nas mãos da boa gente. Na aplicação só tens de escolher os projetos sociais em que desejas entregar a tua contribuição. Podes contribuir, desde que não seja para o Estado que é o maior diabo que existe e que deixa os pobres na miséria com tantos impostos para pagar. Aqui, pagas o teu dízimo, nem que seja o teu último tostão, pois amanhã o sol brilhará e trará nova sorte para o futuro.
Vem à nossa aplicação, mostra o quanto tens de bondade com a tua esmola e liberta a tua alma do poder maligno do dinheiro; quanto mais deres mais leve estarás.
Vem, sente a luz que ilumina o teu caminho e ajuda-nos a construir um templo, a pagar as viagens e estadias por vários países onde procuraremos pregar o amor, a paz e o desprendimento pelos bens materiais.
Este é um caminho de luz e verdade. Esperamos por ti no facebook e não esqueças dos dados das tuas contas, para contribuíres.

O Bispo da Igreja do Bem Material

(Qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência. Este texto pretende fazer concorrência ao noticiado no jornal Público: IURD usa Facebook para receber o dízimo e outras doações). 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um tubarão terá sido avistado junto da costa, em Vila Nova de Mil Fontes, provocando o pânico de centenas de pessoas que se encontram na praia e a banhar-se na águas do estuário do Rio Mira. O primeiro avistamento terá ocorrido no dia 21 de Agosto, por volta das 16h:20m, por vários banhistas que alertaram os nadadores salvadores. Logo de seguida foram hasteadas as bandeiras vermelhas por precaução e a polícia marítima tratou de fazer uma vigia pela zona, para saber do que se tratava.

Inicialmente, por falta de informações, apenas dos testemunhos, foi difícil descrever de onde terá surgido o tubarão e qual o circuito que estava a fazer. Porém, ao final de algumas horas, a polícia marítima, com ajuda dos Serviço de Informação, encontraram o tubarão parado bem perto da costa portuguesa a falar ao telefone. Os agentes de segurança abordaram o desconhecido para obter informações mais precisas do que se estaria a passar. Desconfiaram se tratava de uma contratação da troika, para lançar mais um ataque sobre os portugueses, de forma a provocar fortes atenções sobre si, enquanto Pedro Passos Coelho anunciaria a medida de corte do 13º mês, sem que os portugueses contestassem.

 

Decretada a ordem de prisão, o tubarão foi sujeito a um longo interrogatório, a fim de saber realmente quem o contratou, ou seja, se terá sido a troika. Ao que tudo indica, o tubarão estaria a fugir da troika - este costuma navegar em alto-mar (como quem diz, em auto-estrada) por questões migratórias (o mesmo que acontece no mês de Agosto com os emigrantes que por cá passam) e devido à crise, assim como, implementação de portagens em alto-mar, optou por navegar junto à costa para poupar na viagem.

Após serem dadas como provadas as declarações prestadas pelo tubarão, a polícia marítima decidiu autuar o dito por excesso de velocidade em águas costeiras, pondo em risco a vida de pessoas. Além disso, ficou sujeito a apresentações periódicas na capitania até decisão final do Tribunal, por ter sido apresentada queixa por alteração da ordem pública.
Por esta razão, será natural que, regularmente, o tubarão seja visto perto da zona costeira para apresentação às autoridades até o processo em Tribunal ficar terminado (já devem imaginar quanto tempo vai demorar).

Neste momento, as pessoas podem voltar sossegadas até à praia e conviver com o animal, que aproveitou para apanhar uns raios de sol em terras portuguesas. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

HISTÓRIA DE VIDA DO ORGASMO

por Manuel Joaquim Sousa, em 01.08.12

Ainda a propósito do Dia do Orgasmo, celebrado ontem, que já tive a oportunidade de falar aqui no meu blogue, continuei a pensar sobre a razão - inteligente ou não - de se ter criado um dia a si dedicado em alternativa a outras causas ou coisas quaisquer. Não quero pensar (já pensei) no que estavam a pensar ou a fazer as pessoas que dedicaram o 31/07 como um dia importante para a sexualidade mundial. Pensei sim, na razão de se terem lembrado do Orgasmo que tem andado bastante deprimido nos últimos anos.

 

A história de vida do orgasmo deve ser recordada nestas linhas e a si deve ser dedicada uma homenagem ao seu esforço e dedicação, em proporcionar o prazer de homens e mulheres deste mundo e de todas as vivências felizes que foi proporcionando - ainda que no final cada um tenha ido para cada seu canto (não todos, alguns). É louvável esta atitude gloriosa de guerreiro... de guerreiro talvez não... de Pai Natal da sexualidade (da mesma forma que o Pai Natal vai em todas as casas na noite de Natal, também o orgasmo corre por muitos sítios em pouco tempo; é em casa, no carro, na praia, no hotel, na tenda, no elevador, na casa de banho, no escritório, etc, etc, etc; é longa a liste de sítios onde o podemos encontrar).  O orgasmo é um daqueles amigos recebidos sempre com uma vontade imensa, ora de forma silenciosa, ora de forma mais acalorada e estridente, a ponto dos vizinhos darem conta da sua chegada - é um amigo do peito e de outros sítios.

 

Mas, nem tudo são maravilhas (antes fosse). O orgasmo anda deprimido faz algum tempo e isso reflete-se na frequência das suas viagens pelo mundo. Com os cortes nos investimentos e nas mordomias, apenas pode viajar em classe turística e quando é estritamente necessário, tendo provocado um congestionamento de pares a desejarem o orgasmo. Os portugueses, pelo menos, tiveram de aprender a fazer o acto (o sexo) na mesma velocidade que o Ministro das Finanças fala, para dar tempo a que o orgasmo chegue. Por vezes, chega atrasado e bastante soado e sofrido.

 

Ele tem-se queixado muito da crise - é isso que o deixa deprimido. Cortaram-lhe o subsidio de Natal e de Férias - isso deixou-o estoirado. Actualmente vê-se confrontado com a deslocação para o quadro de mobilidade com horário zero (imaginem que desgraça aí vem se o horário zero lhe é atribuído) e confrontado com as contratações em regime de Outsourcing que poderão provocar a sua dispensa de funções de utilidade pública. 
A agravante de tudo isto: o orgasmo não tem estabelecida idade de reforma, trabalha até que as gentes ainda tenham força e coragem para praticarem sexo. Trabalhar com a supressão dos feriados e diminuição dos dias de férias é o que lhe espera, para além de, receber um valor muito baixo pelas horas extraordinárias (já sabem que se o orgasmo não chegar naquele momento é porque fez greve às horas extra. Optem por fazer o serviço e chamarem-no a horas de expediente).

 

É uma vida f... esta de orgasmo mal amado e mal pago. Assim se tratam os heróis.

Autoria e outros dados (tags, etc)

INACREDITÁVEL: O ORGASMO TAMBÉM TEM DIA!

por Manuel Joaquim Sousa, em 01.08.12

Há coisas que não percebo, então não é que ontem, 31/07, foi o dia do orgasmo! Fiquei surpreendido quando ouvi na rádio, pela manhã, os locutores a anunciarem-me esta novidade. Imediatamente pensei, criam-se dias para tudo e mais alguma coisa, para que nada na vida seja esquecido durante o ano.

 

Leram bem, nada na vida seja esquecido. O orgasmo está esquecido na vida para ser lembrado durante o ano? Hum... Há qualquer coisa de errado. O que seria se no sexo o orgasmo fosse esquecido? Não tinha piada nenhuma... Não faria sentido os parceiros andarem-se a comer durante um período de tempo para depois não dar em nada. É claro que o fim de uma relação é sempre o orgasmo, para que tudo fique em beleza (agora imaginem a cara de felizes que todos fazem, no final, quando realmente houve satisfação).

A propósito, lembram-se de, há uns anos, existir uma linha gratuita para esclarecimento de dúvidas sobre sexo? Sim, essa mesma... Malandros, devem ter ligado muitas vezes às escondidas. Eu confesso que também liguei. Lembro-me como se fosse hoje. Andava no 8 ano e liguei num dos intervalos das aulas. Na minha escola existia uma cabine telefónica ao pé da sala onde tinha aulas (estou mesmo a ver como se fosse hoje) e combinado com os meus colegas (eu é que era corajoso) liguei para lá, para perguntar o que era o orgasmo. Esperei algum tempo para ser atendido (se calhar a senhora estava longe do telefone ou andava ocupada com essas coisas do sexo) por uma senhora muito educada. Eu ganhei uma grande coragem e fiz a questão (com alguma vergonha, mas fiz). Qual foi a resposta? A resposta foi bastante convincente. Porquê? Porque foi dita com sensualidade.

 

Ah! a resposta, pois... O orgasmo é o maior prazer mutuo que um homem e uma mulher podem atingir numa relação sexual. Agora pensem na resposta dita de forma estrondosa e sedutora porque foi com essa percepção com que fiquei ou era um louco.

 

Poderia agora dizer e manifestar-me contra a descriminação positiva em relação à criação de um Dia Mundial do Orgasmo, quando se deveria pensar nele todos os dias e não pensar apenas, pratica-lo também. Se foi criado um dia para ele é porque tem sido profundamente mal tratado pela sociedade (acho isto daria um grande tema de conversa).

 

Bom dia e bons coisos... Desculpem foi ontem, mas hoje também pode ser.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

subscrever feeds



Posts mais comentados


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Maio 2017

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa




Tags

mais tags