Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A MINHA EPIFANIA FOTOGRÁFICA

por Manuel Joaquim Sousa, em 26.03.16

 

A fotografia é delicada. Não consegue o fotógrafo tirar a fotografia perfeita em qualquer altura só porque sim, só porque os outros pedem – para isso existe a rede social, onde eu partilho aquilo que capto com o telefone, aquele momento que desejo partilhar com alguém ou simplesmente recordar para mim -, essa fotografia nem sempre tem a paixão desejada. As verdadeiras fotografias, aquelas que capto com outro prazer ou outra intenção, ficam no álbum do meu computador ou imprimo para espalhar pela casa ou simplesmente guardar – sim, dou-me ao luxo de ter a minha galeria privada que poucos conhecem. A verdadeira fotografia ainda capto com uma máquina, simples, mas uma máquina que sabe aquilo que eu quero captar, me dá informações da luz, focagem, ruído, velocidade – nada contra quem usa o telefone, eu também uso muitas vezes – porque, para além do motivo que quero fotografar, há uma componente técnica muito simples que tenho se saber trabalhar – a luz. A luz é o segredo – um segredo revelado. Tirar fotografias é trabalhar com a luz que os objetos e seres refletem e com a luz envolvente. Também partilho as belas fotografias nas redes sociais, partilho para quem gosta; partilho aquilo que, por vezes, chamo de epifania fotográfica – a inspiração do dia. Claro que estas epifanias só aparecem, se no momento em que desejo fotografar algo, estiver concentrado no meu motivo, compenetrado e a imaginar como irei fazer o tratamento posterior da imagem, para assim brincar com a luz e captar tudo o que ela me pode oferecer.

Fotografar pessoas, na sua rotina pessoal, sem lhes tirar a essência da alma é aquilo que procuro – deixar que estejam distraídas, concentradas, livres, naturais, sem lhes perturbar o íntimo; procurando manter na imagem o respeito e a dignidade sem qualquer julgamento pelos seus atos e formas de ser. Em qualquer cenário belo ou sujo, de glória ou decadência, há dignidade humana que o fotógrafo não deve julgar, mas transmitir a mensagem que lhe vai dentro para a sociedade reagir.

A fotografia da rapariga do violino foi um exercício em que me projetei para um outro mundo – saí do meu mundo para dançar ao som da música daquele momento, procurando transmitir o que estava a ver, com a preocupação da dignidade da rapariga.

O fotógrafo brinca com a luz, o risco é se a luz ofusca o que há de mais precioso no motivo. Ser totalmente aberto ao que a luz pode fornecer é o exercício pessoal que todos os que gostam de fotografar devem fazer, para que sejam capazes de fotografias capazes de arrancar uma emoção depois de editadas e tratadas – até a nós próprios.

Autoria e outros dados (tags, etc)

QUAL A MELHOR FOTOGRAFIA?

por Manuel Joaquim Sousa, em 06.07.15

 

A frase é da autoria de uma amigo meu, que eu decidi plagiar, para não se perder para sempre.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O COGUMELO

por Manuel Joaquim Sousa, em 21.12.12

 

 


O cogumelo,
uma estranha forma de vida,

tímida,

bela,

que procura dar nas vistas,

com as cores berrantes e belas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

UM VINHO SENSUAL...

por Manuel Joaquim Sousa, em 09.10.12

O que é nacional é bom e em tempos de crise, para além de consumir o que é português, há que divulgar os nossos produtos noutros países, para que as exportações sejam um bom motor económico.



O vídeo que podem ver ao clicar em «Inês Morais...», que fui encontrar no site do Correio da Manhã, é a melhor promoção que se pode fazer do nosso vinho. A modelo Inês Morais, em poses escaldantes e sensuais, para uma sessão fotográfica, em cima de uma carrinha cheia de uvas. Imaginem a qualidade de vinho que estas uvas irão dar – acredito que este será vendido como sendo de uma casta especial e se no rótulo tiver uma fotografia ainda ajudará a inflacionar o custo.

A acreditar nos efeitos positivos que estas imagens causam no público masculino, imaginem o cuidado e o que passará na cabeça de um homem quando comprar a próxima garrafa de vinho…

Autoria e outros dados (tags, etc)

AS IMAGENS DOS ROSTOS E DOS CARTAZES DA INDIGNAÇÃO

por Manuel Joaquim Sousa, em 17.09.12

Os portugueses sairam à rua para demonstrar a sua insatisfação e o limite dos seus sacríficios. São cada vez mais aqueles que contestam as medidas do Governo e que querem manifesta-lo de viva vós. Assim se exerceu um direito democrático nas ruas. O povo saiu em protesto, deixaram-se de acomodar no sofá enquanto lhes "espetam a faca".

 

Eu desloquei-me ao Porto, até aos Aliados, e retratei um pouco da indignação. São apenas imagens, mas os gritos e os slogans estão cá na cabeça como devem estar na cabeça daqueles que estiveram presentes.

 



Álbum completo em: http://www.flickr.com/photos/87325735@N08/sets/72157631547951056/


Imagens do Público em: http://www.publico.pt/Pol%C3%ADtica/que-se-lixe-a-troika-os-protestos-sairam-a-rua-1563204

Autoria e outros dados (tags, etc)

AS MENINAS DA PLAYBOY ANDAM TAPADINHAS!

por Manuel Joaquim Sousa, em 14.08.12

O facebook é uma daquelas maravilhas fantásticas que alguém inventou para se encontrar amigos, descobrir amigos e partilhar coisas e afins com quem já temos uma proximidade regular ou mesmo intensa. Para além disso, o facebook permite ter acesso de forma fácil, instantânea e automática a certas maravilhas que as gentes masculinas muito apreciam.
Não sei como isto aconteceu, se foi sugestão que eu aceitei, mas na minha página do facebook aparecem as coelhinhas da playboy e não só. Ao contrário do que possam pensar, nada de posições indecentes ou excessivamente descascadas (antes fosse) porque ultimamente a produção desta revista tem optado por meninas vestidas de cima a baixo - sei lá eu porquê.

O Verão deste ano tem sido invernoso e estão com frio para tirarem os casacos e as meias acima do joelho? A crise afectou o pagamento dos cachets porque quanto mais despida mais cara?


Apesar de todo e o meu descontentamento, pode dizer-se que: o facto de ter feito "Gosto" na página permitiu que ao longo do dia o meu mural fosse decorado com imagens belas e dignas de serem vistas e apreciadas pelos meus lindos olhos.

Continuo a achar que as fotografias são muito originais, mas mais adaptadas a desfiles de moda do que propriamente a desfile e amostra do corpo - talvez seja para apelar à imaginação masculina sobre o que estará por debaixo de tanto tecido ou também para minimizar o trabalho de fotophop que é necessário fazer para encobrir algumas imperfeições (apesar da maioria das modelos ser suficientemente bonitas para superarem sem o teste photoshop).
São elas sentadas na cadeira de perna cruza e meia até ao joelho; deitadas no divã com olhar quente; na piscina em cima da bóia (até os biquínis são dos clássicos - muito tapados); são elas a sair do carro com alto vestido com muitos folhos; a bela da moreninha a puxar um bocadinho da camisola para mostrar apenas o umbigo; mas, a bela e tradicional deitada na praia com o belo do vestido fino e claro completamente molhado (para ficar transparente) apenas existe uma. Inacreditável.
Talvez a moda das fotografias eróticas esteja a mudar e eu ainda esteja preso ao tradicional.


Para as ladys que poderão estar a ler este artigo, também posso dizer que pelo meio existem modelos masculinos que também possam suscitar o interesse pela página da playboy - criada para ambos os sexos que apreciem as esculturas humanas e agora eventos de moda.

Porém, como português que sou, continuo a manifestar o meu descontentamento com o excesso de tecido existente nas modelos, ainda que os seus olhares sejam atraentes e os sorrisos interessantes.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Maio 2017

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa




Tags

mais tags