Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Assim se passou mais um dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas; um dia tão igual a tantos outros – se calhar o meu sentido patriótico anda meio apagado (não deveria). Os tradicionais discursos do Presidente da Republica passaram-me tanto ao lado quanto o assunto do discurso do Sr. Presidente Cavaco Silva passou ao lado dos actuais problemas do país – maioria do discurso voltado para a agricultura, pois é isto que o povo quer ouvir. Fica-me a questão: então não foi nos governos de Cavaco Silva que se destruiu a agricultura do nosso país, para nos tornarmos num país desenvolvido? Questão parecida coloco quando, há uns anos atrás, discursava sobre a necessidade de nos voltarmos para o mar: então não foi nos seus governos que se abateram frotas para abandonarmos a pesca?
Palavras leva-as o vento porque em política feita, por melhores que sejam as intenções e a importância dos assuntos, poucos são aqueles que acreditam.
Quanto aos protestos de recepção do Sr. Presidente e do Sr. Primeiro-Ministro não comento se foram no tempo oportuno – mas de lembrar que mostram o reflexo dos que estão descontentes e sentem na pele todas as políticas recessivas.

Porém, o dia que seria dominado pela política foi dominado pelo futebol – dia de apresentação de Mourinho, no Chelsea e Paulo Fonseca, no FCP.

Há algum tempo atrás, escrevi que Mourinho estaria voltado para os lados do Chelsea; deixou de ser o mal-amado no Real Madrid e no futebol espanhol e passou a ser o “Happy One” no Chelsea; lugar onde foi feliz e onde espera voltar a sê-lo, disposto a ganhar todos os títulos que existem pela frente. Dizem (acredito que sim) que o futebol Inglês é muito diferente e com muitas equipas de topo, para as quais Mourinho está mais preparado para vencer.

No FCP, por coincidência ou não, há mesma hora, Paulo Fonseca foi apresentado como treinador dos dragões, depois de uma excelente prestação no Paços de Ferreira - onde o terceiro lugar e o apuramento para a Liga dos Campeões, criaram todo o interesse nos dragões. A técnica de Pinto da Costa na escolha dos treinadores mantém-se – escolher profissionais de pouca experiência e com poucos (ou nenhum) títulos na carreira, mas que chegam para vencer.

Assim foi o dia de Portugal, onde nem o tempo mostra sinais de sair da crise, uma crise meteorológica violenta a que nem a Alemanha tem escapado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O PORTO É CAMPEÃO? É SIM SENHOR!

por Manuel Joaquim Sousa, em 20.05.13

O meu forte para crónicas futebolísticas está muito lá em baixo, a anos e anos luz dos comentadores da nossa praça pública e das nossas terras. Porém, não posso ficar indiferente ao acontecimento do dia - a vitória pelo FCPorto do Campeonato Nacional 2012/2013.

Foi um campeonato renhido até ao jogo final e isso fez com que muitas pessoas vivessem até ao apito final num nervosismo entediante, sem que existam vencedores antecipados que fazem perder o interesse pelos jogos.

Sem dúvida que a energia em torno do futebol e das suas comemorações populares é contagiante e ajuda a elevar o espírito cabisbaixo das pessoas nestes tempos de crise. Por momentos, o país vive uma noite e um dia mais alegre antes que tudo volte ao normal.

Aquilo que menos gosto neste frenesim, é o tratamento que adeptos de todos os clubes tecem aos seus adversários, através de cantares e gritos de ordem ofensivos - coisa velha no futebol português e que jamais será erradicado dos momentos de vitória seja ela onde estiver.

O título foi difícil e bem merecido a quem muito trabalha para que esse fosse atingido - mesmo eu que não tenho paixão futebolística. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

DESCULPA HULK, MAS 60 MILHÕES FAZEM FALTA

por Manuel Joaquim Sousa, em 04.09.12

O Internacional Brasileiro Hulk segue carreira para o Zenit, por cinco anos. A transferência deste jogador faz-se por 60 milhões de Euros. Esta é a notícia do dia com maior relevo no mundo desportivo, pelo menos do futebol.

Eu pouco ou nada percebo de futebol e deste tipo de contratações e transferências (se calhar mais vali estar calado), mas faz-me uma certa confusão tudo este montante pelo passe de um jogador, mesmo que possa ser o melhor do mundo. Em tempos de crise para alguns, o dinheiro ainda existe para outros e rola com uma velociade tão grande que nem o vemos passar.

Faz-me tudo muita confusão quando conto os trocos da minha carteira (mas sou eu que sou pequenino). Para o Futebol Clube do Porto é uma boa receita, talvez o adeptos estejam triste por isso.

Público: Zenit revela que vai pagar 40 milhões de euros por Hulk

Autoria e outros dados (tags, etc)

subscrever feeds



Posts mais comentados


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Maio 2017

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa




Tags

mais tags