Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

FUI ASSALTADO

por Manuel Joaquim Sousa, em 13.08.11

Hoje sinto que fui assaltado novamente ao saber nas novas medidas do nosso Governo. Um aumento brutal nas facturas do Gás e da Electricidade, devido à actualização das taxas de IVA de 6% para 23%.

Continuam a ser sempre os mesmos a ter de pagar a factura dos défices excessivos e dos "desgovernos" dos nossos governos. Pior de tudo é que temos de aceitar estas medidas, pois o Governo até tem legitimidade por ter uma maioria absoluta. O que vale, neste momento, é combater o défice e com esta medida os cofres do Estado angariam 100 milhões de Euros no final do ano. A falta de concorrência no sector da energia ou a tendência dos monopólios existentes fazem com que Portugal seja um país onde a energia tem custos elevados, muito acima de outros países Europeus onde o IVA sempre foi mais elevado, mas a factura final do consumidor acaba por ser mais pequena. Agora se percebe porque é que muitas pessoas das zonas fronteiriças optam por comprar gás em Espanha, mesmo que corram o risco de serem multadas pelo transporte ilegal.

Vamos ter de poupar ainda mais no consumo energético. Por isso, adeus aos banhos de água quente e ao banho diário, nem que para isso se ande a cheirar um pouco pior. No Verão desliguem-se as ventoinhas e o ar condicionado e no Inverno vistam roupa e casacos dentro de casa ou tenham cobertores suficientes para colocar pelas costas ou para dormir. Apaguem-se as luzes, acendam-se velas.  A roupa lava-se à mão e o frigorifico liga-se quando existir comida para conservar. Não utilizem o forno ou microondas e optem por comidas que possam ser consumidas em cru ou que demorem pouco tempo a cozinhar. Não engomar a roupa porque o ferro gasta muita energia e mais vale andar com a roupa de qualquer forma. Assim, talvez se consiga economizar, mas atenção que se o Governo não juntar os 100 milhões ano vai roubar em mais alguma coisa. Temos por onde fugir? Não. Seremos os eternos condenados.

Seremos assaltados de novo quando nos retirarem, em IRS, parte do saudoso Subsidio de Natal que noutros tempos era uma folga para as famílias que vivem "apertadas" durante todo o ano. Falta saber de que forma seremos assaltados de novo e com que estratégias nos apanharão desprevenidos porque de nada vale olhar para todos os lados. Qualquer dia precisamos de fazer um esconjuro contra a alma penada que é o Estado, para ver se a nossa vida deixa de ser tão assombrada.

Manuel de Sousa
manuelsous@sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

subscrever feeds




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Maio 2017

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa




Tags

mais tags