Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

RONALDO: O MENINO D' OURO!

por Manuel Joaquim Sousa, em 13.01.15

Apesar de não ser o melhor espectador de futebol que existe à face da Terra, quero aproveitar este meu espaço para lhe dar os parabéns. Parabéns Ronaldo!
Independentemente de qualquer critica que lhe queiram fazer - há sempre razões para criticar o craque -, este prémio é merecido. Disso parece que não há qualquer dúvida. Há um orgulho nacional por este jogador que é um prodígio capaz de atingir recordes. Ronaldo poderá vir a estar no top de todos os recordes - ainda lhe falta um à frente da Selecção Nacional que ainda não ganhou um campeonato do Mundo ou da Europa.

É pensar pequeno se acharmos que o Cristiano é o nosso único orgulho, quando temos outros vencedores, noutras áreas do desporto. Também há grandes personalidades de valor incalculável em áreas como a ciência, medicina, tecnologia ou até gastronomia. Porém, Cristiano é aquele que se destaca mais pela projecção que o futebol em todo o mundo. Há lugares no mundo onde nunca se ouviu falar de Portugal, mas de Ronaldo já ouviram.

Um dia, numa passagem por Barcelona, um Espanhol perguntou-me de que país era; disse que era de Portugal. A sua admiração foi directa para Cristiano Ronaldo. Portugal, ali perto, não era mais nada que o nome do jogador do Real Madrid.

Gostaria que Portugal fosse lembrado por outras razões e não apenas pelo craque da Madeira. Eu sei que as lendas sobrepõem-se a tudo o resto. Há sempre um desejo de mais. Pelo menos Portugal é destacado no mundo por ser o país de origem do grande jogador.

Mereceu o seu prémio pelo trabalho, persistência e vontade de vencer e de acreditar que pode ultrapassar o limite de outros para ficar na história do futebol. Ainda é novo, mas a sua imagem já se encontra imortalizada.

Parabéns Ronaldo! Por vezes, este povo trata-te mal quando não marcas golos pela Selecção, mas, em momentos como este, reivindica o goleador que és.

Autoria e outros dados (tags, etc)

No artigo anterior falei sobre a Bola de Ouro que Cristiano Ronaldo conquistou para Portugal e que o nosso país é grande na produção de génios em várias áreas. Continuo a acreditar nessa mesma ideia e para a reforçar dou o exemplo de José Luis Arnaut, ex-ministro do Governo de Durão Barroso e advogado especializado em Direito de patentes, nomeado para o conselho consultivo internacional da Goldman Sachs – um dos cargos mais importantes e restritos na banca mundial.

 

É sem dúvida mais uma grande notícia para o país e que foi sendo falada ao longo destes dias, embora mais discretamente que a do jogador Cristiano. Porém, os motivos não são os melhores e o orgulho nacional não se tem manifestado com grande regozijo; afinal, alegadamente fala-se numa “troca de favores”, já que na recente oferta pública de venda dos CTT, Arnaut acompanhou a compra de 5% das ações por parte da Goldman e permitindo que o banco seja o maior acionista. Segundo notícia do Expresso, de 11 de janeiro, a firma de Advogados de Luís Arnaut representou os interesses de alguns bancos como o Goldman. Além destes pontos que se ligam entre o banco e o que tem sido feito na economia nacional (feitos dos quais muitos são críticos), o ex-ministro, esteve associado a diversas operações de grande importância como as privatizações da REN e da ANA – no caso da REN foi nomeado administrador não-executivo, sendo esta empresa cliente do seu escritório de advogados.

 

A condução de José Luis Arnaut para o banco é algo que não temos nem devemos ter qualquer escolha, intervenção ou impugnação. Não conheço as leis que regem os grandes negócios e, por isso, não quero aqui dizer que este senhor tenha cometido alguma ilegalidade – tem o seu mérito pelo trabalho que teve em qualquer das situações. Mas (existe sempre um mas), todos sabemos que juntando todas as peças, há promiscuidade nestes negócios e alguma imoralidade, talvez imoralidade legal, não sei.

 

Sem dúvida que somos um país de gente bastante premiada com bolas de ouro, mesmo que algumas delas impliquem a venda dos anéis a investidores estrangeiros.

Autoria e outros dados (tags, etc)

PORTUGUESES SÃO MESTRES NAS BOLAS DE OURO

por Manuel Joaquim Sousa, em 13.01.14

Ainda nem vi as notícias e já sei que o Cristiano Ronaldo conquistou uma Bola da Ouro - concretizou-se a grande probabilidade de ganhar o troféu.

Ainda que a sua carreira seja mais no estrangeiro que em Portugal (por cá ficam apenas as exibições ao serviço da Seleção), é mais um português a ser premiado por um feito na sua área e isso é digno de realce para o ego nacional.

Na realidade, esta é mais uma prova a confirmar o que venho sempre a dizer: os portugueses são magníficos e são gente de grandes capacidades e capazes de vencer em qualquer que seja a sua área - cultura, desporto, ciência, gastronomia, etc. - e nas mais diversas áreas há um nome português a marcar a diferença.

O país não tem dinheiro para pagar ao Ronaldo aquilo que ele vale, mas poderia ter para agarrar outras pessoas que têm de emigrar para fazerem trabalhos na sua carreira e trazer mais mérito, prestígio e investimento para Portugal.

Somos uma fábrica de Bolas de Ouro, pena que os méritos continuem lá fora.

Autoria e outros dados (tags, etc)

PORTUGAL TEM CLASSE

por Manuel Joaquim Sousa, em 18.06.12

Ainda vivemos o rescaldo da vitória sobre a selecção holandesa - afinal é a vice-campeã do mundial. Há razão para vivermos esse rescaldo de forma positiva porque esta vitória teve o seu furor, o seu q.b. de fantástico e vibrante a que ninguém (creio eu) ficou indiferente - nem mesmo a imprensa europeia (vejam o que dizem os jornais).

 

Era bom que este reconhecimento fosse para além do futebol porque somos bons em muita coisa. Continuo a dizer que somos um povo guerreiro e com grandes qualidades, apesar da nossa pequenez.

 

Viva Portugal!

Autoria e outros dados (tags, etc)

A VITÓRIA DA SELECÇÃO

por Manuel Joaquim Sousa, em 18.06.12

Por momentos, Portugal esqueceu a crise para vibrar pelo jogo da Selecção frente à Holanda - valeu a pena esquecer a crise para assistir a um bom jogo, com um excelente resultado. Portugal venceu por 2-1 a Holanda - a Selecção portuguesa demonstrou superioridade durante o jogo (com excepção do período inicial em que sofreu um golo).

Muitos mais a selecção nacional poderia ter marcado, pelo meio de tantas oportunidades falhadas - oportunidades que deverão manter a atenção do seleccionador, que terá de treinar e motivar para que essas oportunidades se tornem em golos reais. Em situações futuras as oportunidades não valem vitórias e há que trabalhar já.

Neste momento, os portugueses revoltados com Cristiano Ronaldo já devem ter feito as pazes, já que foi ele a estrela da noite com a marcação de dois golos - mas que grandes golos (com sabor a vitória). Os portugueses são assim, criticam, mas na hora da verdade estão a torcer para que os jogadores realizem um bom trabalho - ainda bem.

O que é certo e o que mais importa agora é que Portugal está apurado para os quartos-de-final, onde irá defrontar a selecção da Republica Checa.

A vitória foi justa e mais que justa. Gosto muito dos Holandeses, mas hoje a selecção portuguesa foi muito mais importante. 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Maio 2017

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa




Tags

mais tags