Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

E 2016 JÁ SE FARTARAM DELE?

por Manuel Joaquim Sousa, em 01.01.16

Ainda o ano agora começou e começo a ficar um pouco farto dele. Já me enchi de ouvir falar de 2016. Bastou estar no facebook uns momentos para ver como tudo deseja Bom Ano, Boas entradas, Feliz 2016. Todos a desejarem paz, amor, realizações, felicidade e uma mão cheia de coisas boas. Quem não deseja uma série de coisas boas?
Tantos posts eu vi do ano novo que poucas mensagens e telefonemas fiz este ano ou no ano passado, bastou colocar um like nos posts de toda a gente. Assim o autor pode ver que li e que retribuo as felicitações. Aqui e ali também escrevi uns comentários aos mais próximos.

Desejamos tanto que chegue o ano novo para nos livrarmos do velho que chegou igualmente cheio de festividades. Daqui a 12 meses vamos estar a expulsar 2016 – que agora é bem-vindo – para receber 2017 e assim por diante. Um ano parece ser muito tempo e as pessoas facilmente se queixam do ano, como se todos os anos fossem maus – acredito que em todos existam momentos positivos e menos positivos. Porque ignoram as pessoas os acontecimentos maravilhosos que receberam em 2015? E usem o pior para se dele livrar…

Ano novo poderia ser vida nova. Pelos vistos, no dia seguinte tudo continua normal com mais uma ressaca em cima dos festejos da passagem. Para ser vida nova teríamos a cada ano que passa, mudar radicalmente de hábitos, de casa, emprego, amigos, namorados, roupa ou uma tanta outra quantidade de coisas que marquem realmente uma nova vida. Mas, na realidade, continua tudo na mesma. São poucos os que mudam realmente para uma vida nova.
Até podem ter o hábito de fazer resoluções para 2016. Para quê? Duram quanto tempo? Uma semana ou duas ou um mês? Por isso, nada de resoluções. Vou fazer com que cada dia seja o dia próprio em que procuro realizar cada projeto e cada desejo, dependendo das ocasiões e das oportunidades que se criam. Para quê criam resoluções se depois ficamos frustrados se não as atingimos? É por estas e por outras que depois as pessoas se cansam do ano e desejam ansiosamente que segue a passagem de ano – como se fosse um ritual de exorcismo.

Prefiro que se comemore cada dia o facto de estar vivo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

subscrever feeds




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Maio 2017

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa




Tags

mais tags