Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


QUEM PARA A UBER? NINGUÉM

por Manuel Joaquim Sousa, em 09.05.15

Talvez a Uber tenha encontrado a melhor forma de publicidade. A polémica da sua legalidade e da providencia cautelar interposta pela ANTRAL (Associação Nacional dos Transportes Rodoviários em Automóveis Ligeiros) está a provocar a curiosidade em muita gente que deseja conhecer melhor esta empresa e todas as suas funcionalidades. Trata-se de uma empresa com sede em S. Francisco, na Califórnia, que através de uma aplicação para smartphone permite o aluguer de veículos com motorista – podendo escolher a gama da viatura, saber quem é o motorista que vai fazer o serviço, conhecer quais os comentários dos vários utilizadores, escolher o tipo de música que ouve durante a viagem, saber a localização em tempo real, escolher o percurso, a hora a que chegará a viatura ao local para o passageiro não ficar eternidades à espera. Os pagamentos são por cartão de crédito registado na aplicação e a fatura é recebida por e-mail. Os motoristas são profissionais com licença para transportar pessoas.

A ANTRAL quer proteger os seus associados, os tradicionais táxis que muitos de nós já utilizamos e de quem muita gente tem queixas pelas mais diversas razões – é importante não generalizar-, de um novo conceito de negócio. Ao querer proteger os taxistas tradicionais, a ANTRAL está a criar uma guerra que a prejudica fortemente pela força e publicidade gratuita que faz à Uber, pelos seus serviços - mais baratos e mais personalizados do que estar na rua e chamar um táxi e logo se vê quem aparece. Alguém dizia no Expresso da semana passada que querer parar a Uber era como parar o vento com as mãos – escapa-se por entre os dedos, tornando-se em tempo perdido. A ANTRAL considera que esta empresa está contra os taxistas e que é insegura para os utilizadores. Como assim? Alugar um táxi está isento de riscos? Em que media posso estar mais seguro ao chamar um táxi? Quais os dados e estudos que suportam esta argumentação? Se eu utilizar a aplicação posso escolher quem me pode transportar, sabendo de ante mão que tipo de motorista estará à minha disposição. Como inseguro se o pagamento é por cartão de crédito e assim se evita trocos ou valores pouco claros no fim da corrida. Em que medida pode ser ilegal quando o serviço é prestado por viaturas e condutores legalizados para o efeito e recebo uma fatura pelo pagamento e serviço prestado. A Uber está para os transportes como o Booking para a reserva de um quarto de hotel quando pretendo fazer uma viagem. Haverá riscos como existem em qualquer serviço prestado por uma empresa. A modernidade obriga à mudança de hábitos e as empresas têm de se adaptar às novas exigências e adaptar novas formas de relacionamento com os seus clientes. A reação da ANTRAL não pode ser: parar o vento com as mãos, mas seguir na sua direção e aproveitar o seu balanço. O tempo e dinheiro que perde em guerras judiciais com a Uber poderia ser aproveitado para a modernização do setor, no relacionamento com o cliente e na procura de alternativas que melhorem a mobilidade das pessoas a custos competitivos. A Uber já ganhou.

Autoria e outros dados (tags, etc)


35 comentários

Sem imagem de perfil

De Jorge Silva a 11.05.2015 às 19:06

Gostava imenso de conseguir ler uma crónica sobre a Uber ou sobre os táxis, de alguém que esteja por dentro do assunto, mas infelizmente só consigo encontrar é porcaria desta espalhada pela Net. Você quer ser jornalista mas não passa de um jornaleiro qualquer que vomita porcaria pela boca fora sem saber do que está a vomitar. Vá ler alguma coisa de leis que regem o país, vá ler alguma coisa sobre os táxis, e acima de tudo leia também sobre a Uber e depois escreva um disparate qualquer mais aceitável e que não irrite a vista.
Sem imagem de perfil

De Jeremias a 13.05.2015 às 17:45

Vai para o aeroporto, ó fugareiro, que devem lá estar uns cámones à espera de serem roubados por ti.
Sem imagem de perfil

De Jorge Silva a 14.05.2015 às 17:21

Deves estar a falar com o teu pai não? o teu pai é que era um gatuno qualquer mas não te ensinou a roubar era também muito egoísta, e pai de um porcalhãozeco qualquer
Imagem de perfil

De Manuel Joaquim Sousa a 13.05.2015 às 23:17

Antes de mais - nada tenho contra os taxistas.
Em relação à afirmação: "Você quer ser jornalista mas não passa de um jornaleiro qualquer que vomita porcaria pela boca fora sem saber do que está a vomitar." Não sou jornalista, nem está nos meus planos ser. Este blogue também não é jornalismo - mera opinião que qualquer um pode ter. Se não concorda paciência.
Sem imagem de perfil

De Ricardo Martins a 11.05.2015 às 19:26

Boas tardes... Já reparou bem que não é tanto assim como fala e isso só revela uma qualquer psicose anti táxis pouco fundamentada nas questões essencias? Saudações!
Sem imagem de perfil

De Susana G. a 13.05.2015 às 17:47

O que vale é que o amigo veio repor a verdade dos factos com as suas fundamentações essenciais. Muito agradecida. Saudações!
Imagem de perfil

De Manuel Joaquim Sousa a 13.05.2015 às 23:20

Não há qualquer psicose "anti táxis". Eu não tenho razão de queixa da única vez que utilizei este serviço.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.05.2015 às 11:34

Desculpe, como disse? Estão a recrutar pessoal para a Uber?
Não percebo bem o título, Estarei a ficar senil?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.05.2015 às 11:51

O novo Acordo Ortográfico,elimina os acentos nas palavras graves homógrafas de palavras sem acentuação própria. Dessa forma, a forma verbal para (homógrafa da preposição para) perdeu o acento.

Assim deve ajudar a perceber o título.
Sem imagem de perfil

De Manuel a 13.05.2015 às 15:31

Ninguém para para pensar.
Este "acordo hortográfico" é uma bosta, mas como a maioria dos portugueses não sabe escrever sem erros, toca de usar o corrector ortográfico, que por acaso está em "acordês"...
Imagem de perfil

De Manuel Joaquim Sousa a 13.05.2015 às 23:23

Por muito que custe aos poucos temos de nos ir habituando ao novo acordo. Bem sei que antes era "pára" e agora é "para".
Sem imagem de perfil

De Fernando a 13.05.2015 às 13:49

Estes motoristas têm cap?têm grupo2 averbado na carta? Têm. Seguro para cubrir os passageiros. Em caso de acidentes.
Sem imagem de perfil

De Sam a 13.05.2015 às 14:49

Para quem gosta de redes sociais e quer ganhar uns € extra inscrevam-se na Tsu! É só por convite! Deixo aqui o link para os interessados: https://www.tsu.co/Samgom

Nota: A linguagem principal do site é o inglês mas existem bastantes utilizadores cuja língua base é o português (essencialmente do Brasil e Portugal)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.05.2015 às 15:14

Legal a uber? Assim como os carros e os motoristas? Credenciados onde? Por quem?
É de lamentar pessoas comentarem sem saber do que falam. A uber ganhou o que ganham as galinhas. Por essa Europa fora já foram corridos mas já ganharam é verdade um bilhete de ida.
Imagem de perfil

De css a 13.05.2015 às 15:40

Eu não tenho qualquer objecção à UBER ou qualquer outra app. Teria receio em utilizar, por questões de segurança, mas os receios são meus.

Mas eu não tenho qualquer objecção à UBER ou qualquer outra app, desde que esta e os seus motoristas cumpram a regulamentação que existe para os transportes públicos de passageiros. Se nunca ninguém questionou que essas regras se aplicassem aos taxistas/motoristas tradicionais, não vejo porque haveria de haver excepções.

E se o argumento é que a lei já não serve, então que seja abolida para todos.
Sem imagem de perfil

De Paulol Lisboa a 13.05.2015 às 16:17

«Em que medida pode ser ilegal quando o serviço é prestado por viaturas e condutores legalizados para o efeito e recebo uma factura pelo pagamento e serviço prestado?»

Na medida em que esses condutores não tiveram a devida formação para exercer a profissão de taxista. É que sendo assim qualquer um que tivesse carro e carta de condução podia fazer este serviço. Dêem lá as voltas que quiserem dar, mas é disto que se trata. E qualquer juiz com bom senso, usará este argumento para arrumar a Uber de uma só penada.

A Uber já perdeu em vários países e aqui vai pelo mesmo caminho. Pela minha parte nunca a usarei, pela simples razão que não tenho cartão de crédito. Também acho um bocado absurdo estar a pagar-se uma corrida de táxis a crédito. Mas aqui admito que há gostos para tudo.
Sem imagem de perfil

De Humberto I. Real Torquato a 13.05.2015 às 17:51

Não use, isso é consigo, mas olhe que se fosse tão certo que a Uber vai ser arrumada de uma penada não haveria tantos fugareiros a comentar neste blog.
Imagem de perfil

De Manuel Joaquim Sousa a 13.05.2015 às 23:38

Pelo que foi tentando perceber desta aplicação, em Portugal, os motoristas que prestam o serviço já têm permissões para o transporte de passageiros. Será que por isso a decisão não seja assim tão linear?
Imagem de perfil

De crossdresser4you a 14.05.2015 às 00:36

E são estrangeiros esses motoristas da Uber que já têm permissões para o transporte de passageiros? É que se são tugas é mais do mesmo...
A Uber passa a ser um mero intermediário no negócio e não o faz de borla....
Sem imagem de perfil

De Jorge Silva a 14.05.2015 às 17:30

Para sua informação e para não tornar a falar barato. aqui fica um link que deve ler com atenção e depois fale mas com a certeza daquilo que está a dizer
Sem imagem de perfil

De Jorge Silva a 14.05.2015 às 17:43

http://www.imtt.pt/sites/imtt/Portugues/Legislacao/Nacional/Transporterodoviario/transppassageirosligeiros/Paginas/TransportePassageirosVeiculosLigeiros.aspx
Sem imagem de perfil

De Paulo Lisboa a 14.05.2015 às 23:44

É linear porque se fosse como diz, esses motoristas eram taxistas e não são. Alíás a UBER já foi proibida em Portugal e na maior parte dos países da Europa. Na Alemanha a sua actividade foi mesmo considerada crime. Em Portugal continua a operar, porque segundo a própria UBER , ainda não foi notificada da decisão judicial que a proíbe de operar em Portugal.
Sem imagem de perfil

De A:N a 13.05.2015 às 17:35

Penso que o Uber será umas escolha do cliente, tal como escolher uma TAP e uma Rayanar... ambas levam-me ao destino, com qualidades diferentes... (possivelmente poderei ir a tempo e horas, sem encontrar uma greve, pela escolha low-cost).
Penso que se os taxistas fossem mais honestos, a escolha preferencial do cliente era óbvia... infelizmente, e como podemos ver na comunicação social, nem sempre os taxistas são sérios com os seus cliente. (deixo também a salientar, a forma arrogante como conduzem... pensando que são veiculso prioritários sem respeitar os outros).
Sem imagem de perfil

De Fernanda Costa a 13.05.2015 às 17:53

Exactamente.
Imagem de perfil

De Manuel Joaquim Sousa a 13.05.2015 às 23:28

Não querendo generalizar e como em tudo há bons e maus profissionais. O certo é que existem muitas histórias menos boas de quem utiliza com regularidade estes serviços. Sei que nas terras pequenas é um pouco diferente a proximidade do taxista com os seus clientes e, neste contexto, as queixas quase não existem.
Sem imagem de perfil

De Jorge Silva a 14.05.2015 às 17:38

55 motoristas de táxi apanhados a cobrarem mais pelo serviço em 2014, num universo de cerca de 25.000. Na sua profissão se calhar há mais ladrões para menos funcionários, logo você pertence também a um gang de gatunos. E no governo? não há ladrões? e de 3600 táxis que andam 24 horas a trabalhar em Lisboa podem contar pelos dedos de uma mão os acidentes que têm. Você deve ser daqueles que não respeita por exemplo as faixas de Bus ou a regra da prioridade, como eu vejo centenas de casos diáriamente, mas os taxistas são uns malandros não respeitam nada nem ninguém.
Sem imagem de perfil

De Paulo Lisboa a 14.05.2015 às 23:48

«Penso que o Uber será umas escolha do cliente, tal como escolher uma TAP e uma Rayanar ... »

São coisas diferentes, não pode comparar coisas que não são comparáveis. Era como se eu tivesse um jacto particular e brevet e me pusesse a vender bilhetes para viagens aéreas por smartphone , pagas com cartão de crédito.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.05.2015 às 18:18

quando nao se sabe das coisas mais vale estar calado sossegado e quieto do que estar a dar opiniões.

Comentar post


Pág. 1/2




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Maio 2015

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa




Tags

mais tags