Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


As constantes mexidas no preço do petróleo nos últimos tempos tem provocado uma elevada procura de jumentos - burros – no IEFP; situação que já não acontece há vários anos (desde a industrialização da agricultura). As características mais solicitadas nos burros são rapidez, saber puxar o arado para lavrar a terra e com capacidade de chegar onde um trator não permite. Não é necessário qualquer curso superior, sendo a experiência profissional o suficiente para acumulação de créditos.
Este tipo de emprego não tem escapado à baixa de salários - agora também sob as novas medidas de austeridade -, sendo que, serão contratados apenas com oferta de comida em horas fixas e local para dormir.

Com este recurso a animais de tração, os agricultores esperam poupar em gasóleo e em alguma mão-de-obra se estes forem capazes de plantar e colher produtos agrícolas.

Falamos com a senhora Maria que nos explica que: «a minha ralação con estes animais já dura muitos anhos, ainda de tempo de mês pais, pois que era a única forma da gente canseguir labrar as terras».
Em relação à utilização de tratores diz-nos «eu nunca fui dessas modernices. Sempre defendi quas terras ficam bem labradas assim; melhor qu’essas máquinas e modernices que se criaram pr’aí. Também mesmo que quisesse comprar o meu Manel na sabia conduzi-las. Ele nunc’aprendeu». Em relação ao que pensa deste retrocesso na agricultura a Senhora Maria diz-nos: «já dezia mês pais que essa cousa de progresse era cousa do diabo e que no fim du mondo tiude se havria de ver e voltar ao principe. As cousas agora é que estam caminhando pro direito. Nunca devíamos ter deixado os burros, só os do goberno».
 

Além dos benefícios para a economia, evita-se que esta espécie entre em extinção.


Público: http://www.publico.pt/Sociedade/agricultores-estao-a-regressar-a-traccao-animal-para-poupar-dinheiro-em-combustivel-1561980

  

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Cristina Torrão a 13.09.2012 às 19:07

Ora, aqui está uma boa ideia! Desde que tratem bem dos animais, claro.
Na aldeia transmontana de onde o meu pai é oriundo, não havia poluição, na minha infância. Hoje em dia, quando lá vou, quase asfixio com os escapes dos inúmeros tratores que por lá circulam, a par dos carros que se usam para ir tomar café a trinta metros de casa. Que saudades dos bois e dos burros da minha infância... As bostas pela rua, se bem que dificultavam o atravessar da rua, não cheiravam tão mal como o gasóleo!
Imagem de perfil

De Manuel Joaquim Sousa a 16.09.2012 às 01:11

Uma boa alternativa e ecologicamente não há melhor.

Comentar post




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Setembro 2012

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa




Tags

mais tags